Safra de cana-de-açúcar em MG crescerá 13%

Agronegócio

Safra de cana-de-açúcar em MG crescerá 13%

A safra de cana-de-açúcar em Minas Gerais que começa a ser colhida neste mês deverá totalizar 24,5 milhões de tonela
Por:
1 acessos

A safra de cana-de-açúcar em Minas Gerais que começa a ser colhida neste mês deverá totalizar 24,5 milhões de toneladas. O número representa um crescimento de 13% sobre a safra passada, que foi de 21,6 milhões de toneladas. O Triângulo Mineiro responde por cerca de 80% desse aumento e a área plantada de cana na região foi ampliada em pelo menos 25.777 hectares, com uma produção média de 90 toneladas por hectare.

Os números são do Sindicato da Indústria do Açúcar e da Fabricação do Álcool de Minas Gerais (Siamig/Sindaçúcar-MG). De acordo com o presidente do sindicato, Luiz Custódio Costa Martins, o Triângulo também responde por 75% da produção de açúcar no Estado, neste ano estimada em 1,9 milhão de tonelada, alta de 18,7% na comparação com a safra 2004/2005, que foi de 1,6 milhão de tonelada. Já a produção de álcool prevista para o Estado é de 900 milhões de litros, um crescimento de 12%.

O aumento da produção estadual se deve principalmente ao incremento da produção na região do Triângulo. A participação regional, que no último ano foi de 14,6 milhões de toneladas, este ano chegou a 19,6 milhões de toneladas.

De acordo com Luiz Martins, o incremento na produção e na área plantada de cana no Triângulo e no Estado é fruto de um planejamento realizado pelo sindicato, que teria se comprometido em 2003 a dobrar até 2007 a produção de cana registrada no Estado, que então era de 15 milhões de toneladas. ?Até agora vimos cumprindo as metas estabelecidas e já registramos desde 2003 um aumento de quase 3 milhões de toneladas a cada ano?, informa.

Mas não se podem ignorar os investimentos feitos na região por grandes grupos nordestinos. No ano passado, por exemplo, foi inaugurada em Capinópolis a primeira refinaria de açúcar de Minas Gerais do Grupo João Lyra, com investimentos iniciais em torno de R$ 25 milhões e produção estimada para os próximos três anos de 2,5 milhões de sacas. Para maio deste ano está prevista a inauguração da terceira usina do Grupo Coruripe, em Limeira do Oeste, que demandará investimentos iniciais na parte industrial de R$ 60 milhões e capacidade para processar 600 mil toneladas de cana no primeiro ano, com geração inicial de 850 empregos no campo e indústria.

A região tem o maior número de usinas do Estado (oito do total de 22 associadas ao sindicato) e deve receber até 2007 mais quatro usinas, com investimentos estimados de R$ 500 milhões: usina Itapagipe (Grupo Moema), Santa Juliana (Grupo Triunfo), União de Minas (Grupo Coruripe) e Frutal (Moema/Vale do Rosário).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink