Cana-de-açúcar

Safra de cana-de-açúcar segue em ritmo acelerado no Centro-Sul do Brasil

Safra de cana-de-açúcar na região Centro-Sul do Brasil seguiu em ritmo acelerado na segunda quinzena do mês de abril
Por:
358 acessos

A safra de cana-de-açúcar na região Centro-Sul do Brasil seguiu em ritmo acelerado na segunda quinzena do mês de abril, apoiada pela forte estiagem que permitiu uma colheita sem interrupções na maior parte das usinas da região. No período de 16 a 30 de abril, as usinas do Centro-Sul processaram 37,68 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, 55% a mais do que na mesma quinzena do ano de 2017, quando foram esmagadas 24,26 milhões de toneladas. O mix, por sua vez, segue muito mais alcooleiro, com 64,22% na cana moída direcionada para a produção de etanol, contra apenas 35,78% dirigida para a produção de açúcar.

Em relatório divulgado na quinta-feira (10), a Unica - União da Indústria de Cana-de-açúcar destaca que desde o início da atual temporada, em 1º de abril, as usinas do Centro-Sul processaram 59,84 milhões de toneladas de cana, 42,67% a mais do que o primeiro mês da temporada 2017/2018.

A produção de etanol na segunda quinzena de abril foi recorde, ainda segundo a Unica, firmando em 1,30 bilhão de litros. Para Antonio de Padua Rodrigues, diretor técnico da entidade, "essa é a maior produção do renovável desde a 2ª quinzena de agosto da safra 2015/2016, período de máximo processamento da cana no Centro-Sul". Ainda, desde o ciclo 2010/2011, apenas três quinzenas apresentaram produções dessa grandeza, acrescentou.

Na quinzena a produção de etanol anidro ficou em 429,88 milhões de litros, com crescimento de 28,78% na comparação com os 333,81 milhões produzidos na segunda quinzena de abril na safra passada.

"Os volumes produzidos incorporam também a fabricação do renovável a partir do milho, que somou 32,04 milhões de litros naquela quinzena. Deste valor, 7,92 milhões de litros referem-se ao anidro e 24,12 milhões ao hidratado", destaca nota da Unica.

Padua acrescenta que "apesar da melhor qualidade de cana registrada na segunda quinzena de abril, a produção de açúcar por tonelada de cana permaneceu 13,19% abaixo do índice registrado no mesmo período da safra passada: 40,51 kg de açúcar por tonelada de cana nesse ano contra 46,67 kg verificados em 2017". Essa condição deriva da menor receita obtida com a venda do produto nesse momento e reflete a expectativa de uma safra 2018/2019 menos açucareira, concluiu o executivo.

Desde o início da safra, em 1º de abril, até o último dia 30, as usinas produziram 2,24 milhões de toneladas de açúcar, 566,76 milhões de litros de etanol anidro e 2,15 bilhões de litros de hidratado - quase o dobro do apurado na safra 2017/2018.

"Os números de produção acumulada também retratam a mudança de mix observada nesse início da safra. A partir de uma extrapolação simples desses valores, é possível concluir que uma eventual manutenção da redução de 14,74% na quantidade de quilos de açúcar produzidos por tonelada de cana processada registrada até agora promoveria uma retração em torno de 5 milhões de toneladas na fabricação de açúcar ao final da safra 2018/2019, apenas pelo efeito de alteração no mix de produção", explicou Padua.

Produtividade agrícola

Dados preliminares apurados pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) a partir de uma amostra de 85 empresas apontam para um aumento de 4,28% na produtividade agrícola da área colhida em abril de 2018 comparativamente com o mesmo mês do último ano (80,05 toneladas de cana por hectare, ante 76,77 toneladas por hectare em abril de 2017).

"Esse resultado positivo deve ser analisado com cautela, pois não retrata a expectativa de quebra agrícola decorrente da estiagem observada na maior parte da região produtora. O crescimento da planta foi severamente prejudicado nesse período de seca e esperamos que a produtividade nos próximos meses apresente retração significativa, podendo variar de -2% a -15% dependendo da região", alerta o executivo da Unica.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink