Safra de grãos do Iraque não é afetada


Agronegócio

Safra de grãos do Iraque não é afetada

Por:
2 acessos

Pelo menos um terço da safra de grãos da primavera (abril a junho) do Iraque sobreviveu à guerra, reduzindo os temores de uma escassez de alimentos no país, segundo uma pesquisa preliminar realizada pela FAO, braço de agricultura e alimentação da ONU. A maioria dos produtores agrícolas do norte do Iraque não precisou abandonar suas terras por causa da guerra e poderá colher a safra dentro de algumas semanas, informou a organização em seu site na internet. "Se a colheita no norte ocorrer no tempo certo, ajudará a aliviar a escassez de alimentos. Serão produzidas 500 mil toneladas de trigo e cevada, o suficiente para encher pelo menos 20 mil caminhões", informa a FAO. No mês passado, a organização pediu uma ajuda de emergência de US$ 86 milhões para auxiliar o Iraque a reconstruir seu setor agrícola. O país do Oriente Médio deverá produzir 1,7 milhão de toneladas de grãos nesta temporada. O Iraque importa aproximadamente três quartos de suas necessidades de cereais, principalmente da Austrália. A colheita no centro e sul do país, particularmente nas regiões ao sul de Bagdá, entre os rios Tigris e Eufrates, talvez tenha sido a mais prejudicada, segundo a FAO. A entidade ainda não avaliou a extensão dos danos sofridos pela safra de inverno, estimada em 1,2 milhão de toneladas de trigo e cevada.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink