Safra de grãos tem novo recorde na Bahia

Agronegócio

Safra de grãos tem novo recorde na Bahia

Volume superou em 7,21% a anterior
Por:
2107 acessos
Diário Oficial - A Bahia bate novo recorde na produção de grãos, ao atingir a marca de 7,3 milhões de toneladas na safra 2010/11. O volume supera em 7,21% a anterior, que foi de 6,8 milhões de toneladas.

A safra nacional de grãos alcançou 159,5 milhões de toneladas, registrando aumento de 6,9% em relação à de 2009/10 – 0,4% inferior ao crescimento apresentado na Bahia, segundo levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O aumento alcançado na última safra decorre da excelente produtividade dos grãos, ampliação das áreas de cultivo – que passaram de 2,917 milhões de hectares (ha) em 2009/10 para 3,013 milhões em 2010/11 –, condições favoráveis de clima e adoção de novas tecnologias.


Destaques – Entre as principais culturas agrícolas, na Bahia, se destacam a soja, com 3,6 milhões de toneladas, o milho (2,1 milhões de toneladas) e o algodão em caroço (1,5 milhão de toneladas).

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), dentre os produtos analisados, o sorgo teve a maior variação percentual, representando aumento de 127,48% ao passar de 84 mil toneladas, em 2009/10, para mais de 192 mil toneladas, em 2010/11.

Em seguida estão o algodão em caroço, com o crescimento de 43%, saltando de 995 mil toneladas na safra passada para 1,4 milhão de toneladas nesta safra, e a mamona, que saiu da marca de 74 mil toneladas para 99 mil, em 2010/11.

Ousadia – Com área plantada de 2,337 milhões de hectares, a safra 2010/11 entra para a história como o ciclo agrícola em que o oeste da Bahia bateu o próprio recorde de produção, nas três principais culturas do estado, e ainda alcançou, nas mesmas commodities, o primeiro lugar brasileiro da produtividade, segundo informações do 3o Levantamento da Safra do Oeste da Bahia.


O secretário da Agricultura, Eduardo Salles, declarou que o resultado positivo é fruto do trabalho em conjunto das diversas esferas da agropecuária baiana, e, principalmente, da ousadia dos produtores, que sempre encararam os momentos de dificuldade com coragem e disposição, transformando os desafios em oportunidades de crescimento.

Algodão – O algodão foi o grande destaque para o crescimento da produtividade da região. A área plantada aumentou 51% em relação ao ano-safra anterior, ficando em 371 mil hectares.

Isso fez com que a produção saltasse de 372 mil toneladas de pluma em 2009/10 para 600 mil toneladas nesta safra, o equivalente à variação positiva de 62%.

Soja – Ainda segundo o levantamento, a produtividade da soja do cerrado foi de 56 sacas por hectare, contra 51 sacas por hectare no ciclo anterior, o que representa 10% de incremento.

O estado aparece à frente do Paraná e do Distrito Federal, que empatam no segundo lugar, com 55 sacas/ha, e do Mato Grosso (53 sacas).

A área ocupada com a soja representou um milhão de hectares, resultado 3% maior do que no ano anterior. Já a produção, de 3,6 milhões de toneladas, bateu o próprio recorde, de 3,2 milhões de toneladas na safra passada.

Milho – O milho do oeste da Bahia teve produtividade de 163 sacas por hectare contra 145 sacas no ciclo anterior. O incremento de 12% na produtividade compensou a diminuição de 10% na área plantada, que saiu de 170 mil hectares, em 2009/10, para 153 mil hectares na atual safra.


A boa produtividade foi responsável por discreto aumento de 1% na produção, que saiu de 1,4 milhão de toneladas em 2009/10, para 1,5 milhão de toneladas em 2010/11, configurando também um recorde regional.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink