Safra de maçã deve ser 6,9% menor

Agronegócio

Safra de maçã deve ser 6,9% menor

Qualidade e redução de oferta determinam melhores preços para fruta
Por:
2234 acessos
Faltando um mês para o encerramento da safra de maçã, os produtores contabilizam perdas e ganhos. Cerca de 20% dos pomares nos 15,5 mil hectares existentes no Estado foram atingidos por granizo, o que deve resultar na colheita de 400 mil toneladas. O volume é 6,9% menor do que as 430 mil t do ciclo anterior e também inferior as 450 mil t projetadas. No Brasil, a produção deve atingir 900 mil t. Entretanto, a safra menor e a boa qualidade do fruto oferecido alavancaram os preços no campo, que estão 25% maiores do que em 2010.

Nesta semana, segundo a Emater, o preço médio chegou a R$ 0,70 por quilo com nota fiscal. Mas este valor pode ser superior se a venda for feita de maneira consignada, pois, neste caso, é pago o valor de comercialização no dia. O presidente da Agapomi, Blaise Castelet, explica que a colheita da variedade Fugi termina na próxima semana, encerrando a safra destinada ao mercado doméstico. "Apesar de ser a mais vulnerável por amadurecer no outono, a Fuji não foi atingida por granizo como a Gala e está com ótima qualidade."

Em 15 dias, começará a ser colhida a Pink Lady, que, por ser mais ácida, e tem como destino o mercado externo. Segundo Castelet, entre a Gala, a Fuji e a Pink Lady, a exportação deste ano deve chegar a 90 mil t, contra 63,1 mil t do ano passado. O principal destino é a Holanda, que distribui para o restante da Europa.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink