Safra paranaense atinge 32,54 mi de toneladas

Agronegócio

Safra paranaense atinge 32,54 mi de toneladas

Volume é 3,8% superior ao registrado na safra 2009/2010
Por:
2210 acessos
Volume é 3,8% superior ao registrado na safra 2009/2010; Paraná se mantém como maior produtor de grãos
 
A safra paranaense de grãos deve atingir uma produção recorde de 32,54 milhões de toneladas, superando em 3,8% a safra 2009/2010, quando foram colhidos 31,35 milhões de toneladas no Estado. Os dados são do sétimo levantamento de safra realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Com o resultado, o Paraná mantém sua posição de liderança na produção de grãos, sendo responsável por 20,67% do total produzido no País.

Em relação à área, a estimativa é de um aumento de 0,9% em comparação à safra anterior, sendo que a safra 2010/2011 deve ocupar 8,82 milhões de hectares no Estado. Para produzir o levantamento, a Conab contabiliza todas as culturas de verão, de segunda safra e, inclusive, as de inverno que já foram colhidas em 2010. De acordo com a engenheira agrônoma do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento (Seab), Margorete Demarchi, o bom desempenho da safra é causado principalmente pelo aumento da produtividade do milho e da soja - que também teve crescimento de área - e pelo clima favorável. ''Não podemos esquecer do trabalho de manejo feito pelo produtor, que investiu em tecnologia para aumentar a produtividade'', argumenta.

Em relação à soja, o Paraná é o segundo maior produtor nacional e na safra 2010/2011 deve produzir 15,01 milhões de toneladas, volume 6,6% maior do que na safra passada, quando foram produzidos 14,08 milhões de toneladas do grão. Já a área plantada com a oleaginosa no Paraná apresentou aumento de 2,4%, passando de 4,48 milhões de hectares na safra 2009/2010 para 4,59 milhões de hectares. A produtividade das lavouras de soja no Paraná atingiu 3.270 kg/ha. Segundo Margorete, a soja tem sido a opção do produtor, devido a sua facilidade de manejo e maior liquidez em comparação ao milho. ''Estamos próximos a um teto para a área de soja no Estado'', alerta.

A área plantada com milho total no Paraná teve um acréscimo de 5,1%, passando de 2,25 milhões de hectares para 2,36 milhões de hectares nesta safra. ''A redução de área do milho primeira safra foi neutralizada pelo aumento na segunda safra'', esclarece Margorete. Já a produção total deve apresentar redução de 4,4% no comparativo com o ano passado. A expectativa para a safra 2010/2011 é de uma produção de 12,85 milhões de toneladas e em 2009/2010 foram produzidas 13,44 milhões de toneladas do grão.

Segundo a Conab, a produtividade do milho primeira safra foi expressiva nos estados da Região Sul, sobretudo no Paraná, onde a média estimada é de 7.920 kg/ha. ''O aumento na produtividade se deve ao uso de tecnologia por parte dos produtores. O agricultor que decidiu pelo milho está consciente de que precisa investir em tecnologia para garantir boa produtividade'', afirma Margorete.

O clima também influenciou positivamente o desenvolvimento das lavouras. ''A indicação de La NiÀa não se concretizou e as chuvas na época da colheita não prejudicaram a safra no Estado'', comenta. Segundo Margorete, os preços dos produtos agrícolas também estão bons, o que, aliado à safra recorde, deve gerar uma combinação favorável aos produtores. ''Isso vai gerar boa renda no campo nesta safra'', comenta.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink