Saiba como a tecnologia pode evitar prejuízos na lavoura
CI
Imagem: Pixabay
FIM DE SEMANA

Saiba como a tecnologia pode evitar prejuízos na lavoura

Por meio de recursos tecnológicos, o produtor rural tem condições de organizar o plantio e solucionar problemas
Por: -Aline Merladete

A uniformidade inicial das plantas é uma das últimas entregas que podem ser analisadas durante a operação de plantio. Quando o resultado foge do esperado, dificilmente o agricultor consegue tomar alguma medida corretiva que impeça a perda de produtividade. O desenvolvimento inicial de plantas é impactado, principalmente, pelo atraso de emergência.

Erros de emergência ocorrem quando as plantas emergem tardiamente e acumulam essa defasagem ao longo de toda a vida. Estudo de campo feito pela Precision Planting em uma plantação de milho em Jataí (GO) mostrou que plantas que emergiram com um dia de atraso (6º dia após o plantio) geraram uma perda de 35% na lavoura. O quadro ficou ainda pior no decorrer da semana, chegando a 51% de perda no segundo dia de atraso e 85% no terceiro dia.

Plantas emergidas no mesmo dia não competem por luz, nutrientes, água, e possuem ponto de maturação uniforme. Isso faz com que elas alcancem um padrão maior de qualidade e potencial produtivo. Desta forma, o objetivo do produtor é planejar a operação de plantio para que o máximo de plantas possam emergir em um mesmo dia.

Problemas com emergência são causados principalmente pelos seguintes fatores: luminosidade, palhada (dentro do sulco), qualidade da semente, umidade, profundidade, compactação e densidade do solo. Entre esses aspectos, os quatro últimos estão diretamente ligados à operação de plantio e, quando os erros são detectados rapidamente, existem mecanismos para uma correção que minimize as perdas.

Ao se utilizar uma plantadeira, é preciso se certificar que a semente alcance a profundidade correta, dentro da linha de umidade, com contato solo-semente e sem compactação. Quando isso não ocorre, o problema pode estar relacionado à falta ou ao excesso de pressão da máquina no solo. É possível detectar essas falhas ainda durante o plantio por meio de sensores que podem ser instalados nas plantadeiras junto com monitores que apresentam essas informações dentro da cabine de operação.

Portanto, por meio de recursos tecnológicos, o produtor rural tem condições de organizar o plantio e solucionar problemas que causam a perda de produtividade, como é o caso da desuniformidade na emergência de plantas.

Artigo enviado por Giancarlo Rocco, gerente de Marketing da Precision Planting no Brasil


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink