Saiba como iniciar cultivo em estufas
CI
Imagem: Divulgação
DICAS

Saiba como iniciar cultivo em estufas

É necessário levar em conta o que irá produzir, como irá produzir e a região onde a propriedade está situada
Por: -Aline Merladete

 O cultivo protegido tem despertado o interesse de cada vez mais produtores, em todo o Brasil, graças à excelência do plantio que as estufas proporcionam. Contudo, é importante saber que iniciar o cultivo protegido exige o domínio de alguns conhecimentos básicos, para garantir que o objetivo de aumentar produtividade e qualidade dos produtos seja alcançado. Produtores que iniciam as atividades em estufas precisam, então, estar atentos a uma série de pontos fundamentais.

De acordo com Guga Rios, diretor comercial da Tropical Estufas (www.tropicalestufas.com.br), empresa referência em cultivo protegido, o produtor precisa analisar três fatores antes de iniciar esse tipo de produção. “É necessário levar em conta o que irá produzir, como irá produzir e a região onde a propriedade está situada”, pontua.

Guga destaca que cada estufa deve ser adequada às necessidades do que é produzido – seja maior ou menor iluminação, maior ou menor ventilação, maior ou menor quantidade de insumos, entre outros elementos. “Todo projeto se inicia com um planejamento muito preciso e análise de mercado. Pergunte-se: o que quero produzir? Tenho mercado para isso? Só depois pense no terreno, nas dimensões para a instalação da estufa, no espaço para uma futura expansão etc”, orienta Guga Rios.

O diretor da Tropical Estufas, empresa que tem resultados comprovados em diversos tipos de cultivos, observa ainda que a qualidade da água deve ser analisada em paralelo ao terreno, contribuindo para a excelência do cultivo. “O próximo passo, então, deve ser a busca de fornecedores de insumos que sejam verdadeiros parceiros do produtor rural”.

Após definir o que será produzido e analisar, em detalhes, onde a propriedade está localizada, o produtor precisa se atentar à logística interna. “É importante saber onde os insumos serão armazenados, onde a produção será escoada, onde está a fonte de água, onde está o ponto de luz”, explica Guga Rios. Fatores como espaço para crescimento da estufa, terreno acidentado, histórico de patógenos de solo na área, entre outras variáveis, também devem ser levados em conta. Afinal, o objetivo é criar na estufa um ambiente específico com tudo que os cultivos precisam para crescerem saudáveis, protegendo-os de doenças, pragas e intempéries.

*informações são da assessoria.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink