Saldo das exportações de carne de frango segue positivo em 2016

Agronegócio

Saldo das exportações de carne de frango segue positivo em 2016

No mês de novembro foram embarcadas 328,3 mil toneladas
Por:
275 acessos

Mesmo com a queda registrada nos quantitativos em toneladas de novembro, as exportações de carne de frango do Brasil (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) seguem em níveis positivos neste ano.  Conforme números levantados pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), os embarques chegaram a 4,022 milhões de toneladas entre janeiro e novembro, volume 3% acima do alcançado nos onze primeiros meses de 2015, com 3,904 milhões de toneladas.

No mês de novembro foram embarcadas 328,3 mil toneladas, volume 15,5% inferior ao registrado no mesmo período do ano passado, com 388,7 mil toneladas.

“A retração dos volumes embarcados nos últimos dois meses tem, entre outras causas, a desaceleração da produção brasileira, decorrentes da crise de insumos vivida em 2016.  Com a menor escala, as agroindústrias brasileiras estão equilibrando a oferta para o mercado interno e externo”, explica Francisco Turra, presidente-executivo da ABPA.

A receita cambial dos embarques de novembro alcançou US$ 528,8 milhões, resultado 12,8% inferior ao registrado no décimo primeiro mês do ano passado (US$ 606,4 milhões).  No acumulado do ano a retração é de 4,4%, com saldo total de US$ 6,275 bilhões – frente a US$ 6,567 bilhões obtidos em 2015.

No saldo em reais, houve decréscimo de 22,8% no resultado de novembro, com R$ 1,767 bilhão (contra R$ 2,289 bilhões do mesmo período do ano passado).  Já nos onze primeiros meses do ano, com R$ 21,849 bilhões, foi registrada alta de 1,1% (frente a R$ 21,610 bilhões registrados entre janeiro e novembro de 2015).

“Em novembro também vimos ocorrer um movimento semelhante ao de outubro, especialmente na Ásia, em virtude de adequações de mercado e da suspensão da habilitação de cinco plantas que exportavam para a China”, explica Ricardo Santin, vice-presidente de mercados da ABPA.

Carne suína in natura – Mantendo a boa performance registrada ao longo de 2016, as exportações de carne suína in natura alcançaram em novembro 58,3 mil toneladas, volume 5,6% acima do obtido no décimo primeiro mês de 2015 (55,2 mil toneladas).  Foi o segundo melhor desempenho registrado neste ano, atrás apenas das exportações realizadas em agosto (63 mil toneladas). 

No ano (janeiro a novembro), os embarques de produtos in natura totalizaram 585,6 mil toneladas, número 34,6% maior que as 435 mil toneladas exportadas no mesmo período de 2015.

Com o bom desempenho dos embarques, a receita das vendas internacionais chegou a US$ 152,8 milhões em novembro (25,3% maior que as US$ 121,9 milhões registradas no ano anterior) e a US$ 1,251 bilhão entre janeiro e novembro (superando em 14,2% o saldo do ano anterior, de US 1,096 bilhão).

Em reais, as elevações chegaram a 10,9% em novembro (com R$ 510,8 milhões, frente a R$ 460,5 milhões do ano anterior) e a 17,6% no acumulado do ano (com R$4,314 bilhões, contra R$ 3,668 bilhões de 2015).

“Um dos grandes destaques deste mês foi a Rússia, a principal importadora de carne suína brasileira.  Este é o período em que o Leste Europeu intensifica suas compras, adiantando importações para evitar os problemas logísticos causados pelo duro inverno na região”, explica Rui Eduardo Saldanha Vargas, vice-presidente técnico da ABPA.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink