Economia

Salgados e industrializados: decresce participação na exportação

Analisados os dados dos quatro primeiros meses do corrente semestre, o volume somado dos dois itens representou apenas 6% do total exportado no período
Por:
19 acessos

Quase 10 anos atrás, as exportações brasileiras de industrializados de frango e da carne de frango salgada tinham participação significativa nos negócios do setor. Assim, por exemplo, entre o final de 2007 e os primeiros meses de 2008, embora os embarques dos dois produtos – em média, cerca de 32 mil toneladas mensais, 60% de carne salgada, 40% de industrializados – representassem menos de 12% do volume total exportado, a receita cambial por eles gerada correspondia a quase 20%.

O fato é que, analisados os dados dos quatro primeiros meses do corrente semestre, o volume somado dos dois itens representou apenas 6% do total exportado no período. Isto porque os embarques ficaram resumidos a pouco mais de 23 mil toneladas mensais, quase 30% menos que há 10 anos.

Pior, porém, vem sendo a evolução da receita cambial desses dois itens. Pois, ultimamente, corresponde a menos de 10% da receita global da carne de frango exportada, o que significa recuo de participação de mais de 50% no espaço 10 anos.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink