Santa Catarina aposta em suíno com alto valor genético

Agronegócio

Santa Catarina aposta em suíno com alto valor genético

Este será o primeiro Estado do Sul do Brasil a desenvolver uma técnica genética americana que vem revolucionando o mercado de suínos na América do Norte, Europa e Japão
Por: -Redação
7 acessos

Santa Catarina será o primeiro Estado do Sul do Brasil a desenvolver uma técnica genética americana que vem revolucionando o mercado de suínos na América do Norte, Europa e Japão. Isso deve ocorrer no primeiro semestre deste ano. A novidade animou os 300 criadores de Jaraguá do Sul e região, que terão a oportunidade de perpetuar a Newsham, uma espécie de alto valor genético, agora será desenvolvida na cidade.

Diferente das convencionais, a nova espécie aumenta a diversidade de raças de suínos em SC. As mais conhecidas são Large White (Alemanha), Pietrain (França) e Dalan (Dinamarca).

Todo o projeto foi realizado pela empresa Agro Pastoril Vale Verde, de Jaraguá do Sul. O proprietário do empreendimento, Honório Tomelin, desembolsou R$ 7 milhões para inserir na cidade o cultivo e inseminação da Newsham. Até fevereiro, a Vale Verde irá importar 40 matrizes que ficarão alojadas na granja da empresa.

Os animais são provenientes do estado do Colorado (EUA) onde a pesquisa se estende há 20 anos para obter uma alimento saudável e diferenciado. O projeto em Jaraguá do Sul será o primeiro em Santa Catarina a desenvolver a tecnologia da Newsham e a segunda granja no país. A primeira importação dos animais ocorreu em Belo Horizonte.

A idéia é ter, para uma melhor avaliação do impacto gerado pelo projeto, o efeito multiplicador de 1,2 mil matrizes. Em princípio, segundo Tomelin, a produção será de 25 mil suínos, média de 2 mil animais por mês. Assim, a produção de leitões será de 28,2 mil animais. A venda irá ocorrer nos países do Cone Sul - Argentina, Uruguai, Chile e Brasil.

A nova técnica também irá incrementar a economia da região com a geração de empregos especializados. E quem também sairá ganhando é o produtor, que terá nas prateleiras um produto superior e mais saboroso, uma vez que a pesquisa americana conseguiu colocar a gordura do animal nos músculos. Fato que o diferencia o processo das culturas convencionais de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

O fator marcante do programa americano Newsham Genetics está na adoção de ferramentas biotecnológicas decisivas para o futuro da genética animal. Um exemplo é a transferência de embriões e a seleção assistida por marcadores genéticos.

”A implantação da granja no município de Jaraguá do Sul será o marco importante para a suinicultura nacional e do Cone Sul e a garantia definitiva da permanência das linhagens genéticas Newsham em nosso país”, observa Tomelin.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink