Santa Cruz do Sul (RS) estuda mobilização contra ICMS

Agronegócio

Santa Cruz do Sul (RS) estuda mobilização contra ICMS

Transferência de indústrias prejudica fumicultores
Por:
1 acessos

A Câmara de Santa Cruz do Sul articula a partir desta semana uma reunião regional, de todos os municípios produtores de tabaco, para pressionar o governo do Estado a liberar os créditos de ICMS das fumageiras. Os vereadores estão preocupados com a possibilidade de as indústrias se transferirem para Santa Catarina. A intenção é convidar vereadores, prefeitos, deputados e líderes, repetindo a mobilização contra a Convenção-Quadro, em 2004.

O vereador Hildo Ney Caspary (PP) salientou que a região precisa mostrar o erro que o Estado comete ao não liberar os créditos de ICMs do setor fumageiro. Para o parlamentar, o governo estadual quebrou as regras do jogo no decorrer da partida. "Isso é ilegal e vergonhoso", salientou. Ele lembra que 50% do fumo brasileiro é produzido no Estado e o restante está dividido entre Santa Catarina e Paraná. Afirmou que Santa Catarina está no centro geográfico, possui bons portos e está com as portas abertas para receber as fumageiras. "Se uma for, em dez anos Santa Cruz não terá mais empresas de fumo", observa o vereador.

A perda das fumageiras, no entender de Caspary, seria uma tragédia para Santa Cruz e para o Rio Grande do Sul. "Em dez anos, o Rigotto vai estar descansando, desfrutando sua aposentadoria como governador. E o Rio Grande vai estar amargando prejuízos irreversíveis", concluiu.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink