Santal S.A. lança colheitadeira com seis rodas
CI
Agronegócio

Santal S.A. lança colheitadeira com seis rodas

Por:

A Santal Equipamentos S.A., de Ribeirão Preto, São Paulo, a primeira empresa brasileira a produzir uma colheitadeira de cana-de-açúcar, em 1972, está lançando uma máquina inovadora com a qual pretende voltar a disputar mercado com os gigantes multinacionais CNH e John Deere, que produzem colheitadeiras Case e Cameco. A Santal Tandem, de seis rodas, com tração nas quatro traseiras e pneus de alta flutuação, será apresentada na 11ª. Agrishow - Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, que será realizada entre 26 de abril e 1º. de maio, em Ribeirão Preto.

"A máquina da Santal tem futuro, pois une estabilidade da colheitadeira de esteira com a praticidade e os custos menores da máquina de rodas", diz o agrônomo Paulo Zancaner Castilho, diretor da Companhia Energética Santa Elisa, de Sertãozinho (SP). A Santa Elisa adquiriu uma das três colheitadeiras Tandem produzidas pela Santal - outra foi comprada pela Usina Colombo, de Santa Adélia (SP), e o protótipo está em teste nas usinas da região.

Segundo Castilho, a Tandem "é muito estável, opera muito bem em terrenos ondulados e acidentados e não tomba ao se deparar com buracos e formigueiros". A Santa Elisa, com frota de 14 colheitadeiras próprias, começou a testar a máquina no final da safra passada, período chuvoso, e não foi possível analisar o rendimento com muita precisão. "Mas os índices de perda de matéria-prima e de impureza da cana colhida pela Tandem são compatíveis e até mesmo mais baixos do que os das concorrentes", diz Castilho.

Usineiros e executivos da indústria de máquinas agrícolas se espantaram com a simplicidade do projeto, semelhante ao curioso carro de eixo duplo traseiro da Tyrrel, que competiu na Fórmula 1 na década de 70. O presidente da Santal, Arnaldo Ribeiro Pinto, entusiasmado com o interesse pela colheitadeira de cana de seis rodas, pôde comprovar o quanto as boas idéias podem ser simples. "O sistema é tão simples, mas superior aos outros, que deve se tornar a solução mais adequada para a colheita da cana."

Para Pinto, o sistema Tandem, com patente requerida, substituirá colheitadeiras de rodas convencionais e boa parte das de esteira. Os dois eixos traseiros operam conjuntamente e são ligados, de cada lado, por uma espécie de braço de balança, em cujo centro passa um terceiro eixo que recebe força do motor DS -11, de 336 cavalos de potência, da Scania.

Segundo Pinto, 80% do mercado nacional de colheitadeiras de cana (100 unidades em 2003) é representado por máquinas de esteira, que lembram um tanque de guerra. "Como as máquinas convencionais de quatro rodas tombam mais facilmente, o mercado optou pelas colheitadeiras de esteira, cuja operação, no entanto, é mais complexa". Segundo Pinto, a Santal Tandem exclui desvantagens e reúne vantagens das colheitadeiras de esteira e convencionais de quatro rodas. Ao contrário da máquina de esteira, que exige transporte em pranchas especiais puxadas por caminhões, a Tandem se locomove sozinha entre um talhão de cana e outro e até mesmo viaja entre fazendas diferentes, a 24 quilômetros por hora.

Com seis rodas, eixo duplo traseiro e baixo centro de gravidade, tem estabilidade tão boa quanto as máquinas de esteira, sem os altos custos de manutenção destas. As colheitadeiras de esteira exigem revisão pesada e a troca da esteira, enquanto nas de roda basta trocar pneus a cada quatro ou cinco safras.

Nos últimos anos, a Santal esteve praticamente fora do mercado de colheitadeiras, pois seu modelo, Amazon, era de 1993. A receita dobrou em dois anos, para R$ 18,5 milhões em 2003. A empresa é uma das líderes em carregadores de cana (tratores adaptados com guincho que carregam caminhões) e veículos de transbordo (que operam ao lado das colheitadeiras, recebendo a cana). A Santal elevou de 1% para 8% a participação das exportações sobre faturamento, com vendas ao México e América do Sul.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink