Santander Banespa lança CDC Agrícola para autônomos e compradores de máquinas importadas na Agrishow
CI
Agronegócio

Santander Banespa lança CDC Agrícola para autônomos e compradores de máquinas importadas na Agrishow

Por: -Admin

O Santander Banespa apresenta nesta 11º edição da Agrishow sua mais nova linha de financiamento ao homem do campo: trata-se do CDC Agrícola, destinado a compradores de equipamentos e máquinas importadas, compradores de equipamentos não cadastrados na Finame e para profissionais autônomos não reconhecidos como produtores rurais pelo BNDES. O produto é a única linha de financiamento privada que oferece até 48 meses de prazo e possibilidade de carência.

Com o lançamento do CDC Agrícola, o Santander Banespa passa a cobrir, no agronegócio, todas as famílias de financiamento ao produtor rural, com destaques para o crédito rural, Cédula de Produto Rural e linhas de repasses do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES.

"Acreditamos que, com essa nova opção, o Santander Banespa consolida sua liderança em operações de crédito agrícola entre os bancos privados no Estado de São Paulo", disse Itamar Bernal, superintendente de agronegócios do Santander Banespa.

O Santander Banespa decidiu-se pelo novo produto ao constatar que o autônomo e o comprador de máquinas e equipamentos importados, eram excluídos das duas linhas do BNDES voltadas à aquisição de máquinas e equipamentos, o Moderfrota e o Finame Agrícola Especial.

"Com o CDC Agrícola, esta porta foi aberta e permitirá um maior número de negócios na Agrishow e, com certeza, acelerará a produção da indústria de máquinas e equipamentos agrícolas no País", afirma Itamar Bernal. O Santander Banespa vai trazer outra novidade durante a Agrishow: terá na feira um comitê de crédito com funcionários habilitados para aprovar no próprio evento as solicitações de clientes pré-cadastrados.

As linhas de financiamento

A vocação de apoiar o segmento de agronegócio em São Paulo é uma tradição antiga do Banespa, agora aperfeiçoada pelo Santander Banespa. Ao longo dos anos, a instituição tem apresentado uma série de produtos para atender a todos os segmentos do agronegócio. Ano passado, antes do CDC Agrícola, o Santander Banespa criara a Cédula de Produto Rural - CPR - que, em poucos meses, liberou R$ 100 milhões. O banco oferece três famílias de produtos para o homem do campo: CPR, repasses do BNDES e crédito com recursos próprios ou obrigatórios.

1) CPR: destinada à antecipação de venda da safra

A CPR foi criada como alternativa para complementar as necessidades de recursos das atividades agropecuárias, atraindo capitais privados. Na prática, antecipa ao produtor os recursos que ele receberia só depois da colheita, o que resolve sua necessidade financeira para completar o ciclo de sua lavoura ou criação.

2) Repasses do BNDES: voltados ao custeio e comercialização

- Prodefruta: programa de apoio à fruticultura, que financia investimentos fixos e semi-fixos, relacionados com a implantação ou melhoramentos de espécie de frutas.

- Moderagro: financiamento para correção de solos, adubação verde, conservação de solos, recuperação de pastagens e sistematização de várzeas para aumento da produção de grãos.

- Prodeagro: para financiar investimentos fixos e semifixos relacionados à floricultura, ovinocaprinocultura, aquicultura, apicultura, suinocultura, avicultura e sericicultura.

- Moderinfra: programa de incentivo à irrigação e à armazenagem, objetiva financiar investimentos fixos e semifixos para agricultura irrigada e instalação/modernização de armazéns nas propriedades rurais

- Proleite: para financiar máquinas e equipamentos novos destinados à pecuária leiteira e construções e instalações para silagem.

- Moderfrota: programa de modernização da frota de tratores agrícolas e implementos associados e colheitadeiras.

- Finame Agrícola Especial: para financiar a compra de tratores agrícolas e implementos associados e colheitadeiras, possibilitando a modernização da frota.

3) Recursos Obrigatórios:

- Financiamento para custeio: financiamentos que abrangem recursos para atender às despesas normais do ciclo produtivo das lavouras periódicas ou da entressafra das culturas permanentes, envolvendo todos os itens para desenvolvimento da lavoura, do preparo do solo à colheita. Vale para sementes e mudas, setor pecuário e avicultura de corte e suinocultura sob regime de parceria.

- Financiamento para comercialização: envolve desconto de Nota Promissória Rural, estocagem de produtos agrícolas e aquisição de CPR.

- Financiamento para cooperativas: fornece recursos às cooperativas de produtores rurais para compra de insumos usados nas explorações rurais e seu posterior fornecimento aos cooperados.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink