São Paulo tem o agosto mais seco desde 1961
CI
Agronegócio

São Paulo tem o agosto mais seco desde 1961

A falta de chuva e a baixa umidade têm comprometido a qualidade do ar na cidade
Por:

São Paulo – O mês de agosto em São Paulo registrou número recorde de dias com umidade relativa do ar abaixo de 30%. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que acompanha esses dados desde 1961, foram 11 dias com umidade em nível de atenção ou alerta, número igual ao recorde para o mês registrado em 1999. Em dois, a umidade caiu para menos de 20%.

Ainda de acordo com o Inmet, este foi o mês de agosto com o segundo menor volume de chuva desde 1943: 0,4 milímetro (mm) de precipitação. A quantidade de chuvas só foi menor em São Paulo em agosto de 2007, quando não choveu na capital paulista.

A falta de chuva e a baixa umidade têm comprometido a qualidade do ar na cidade. No início desta tarde (1º), a Defesa Civil municipal declarou novamente estado de alerta. Segundo o órgão, a umidade ficou em 19% nas horas mais quentes do dia. O ideal para a saúde é que a umidade fique acima dos 60%.

Em dias como o de hoje, a Defesa Civil recomenda que a população evite atividades ao ar livre e exposição ao sol das 10h às 17h. Recomenda também às pessoas que não pratiquem exercícios físicos das 11h às 15h e que tomem bastante líquido.

O meteorologista do Inmet, Franco Villela, disse que a chegada de uma frente fria pode melhorar as condições do ar em São Paulo no próximo fim de semana. Segundo ele, a massa de ar frio e mais úmido chega no sábado e pode provocar chuvas fracas. "Isso já deve resolver a situação em algumas cidades do estado, inclusive na capital", disse Villela.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink