SC: melhoria no sistema de produção orgânica de banana prata

CERTIFICADA

SC: melhoria no sistema de produção orgânica de banana prata

Lavouras de bananas deixaram de receber fertilizante químico e calda de agrotóxico
Por:
576 acessos

O sonho de produzir banana orgânica certificada virou realidade para muitas famílias no Sul de Santa Catarina. Produtores mudaram a forma de cultivo dos bananais, migrando para o sistema sem uso de agrotóxicos. São agricultores que descobriram os benefícios da produção orgânica, deixando a atividade mais segura para quem cultiva, mais vantajosa economicamente, além de oferecer ao consumidor final um produto mais saudável e saboroso.

O projeto desenvolvido pela Epagri envolveu mais de 100 famílias, organizadas em cooperativas e associações, residentes nos municípios de Jacinto Machado, Praia Grande, Timbé do Sul, Ermo, Turvo e Santa Rosa do Sul. Para colocar em prática essa mudança, os agricultores contaram com pesquisa e a assistência técnica dos profissionais da Epagri. Recuperação do solo, melhoria na estrutura para facilitar a mão de obra, casas de embalagem e veículos adequados para o transporte foram algumas ações. Também houve diminuição das perdas pós-colheita, melhorias na tecnologia de adubação e aplicação de óleo mineral. Houve ainda maior aproximação entre as associações e entidades e melhor divulgação da cadeia produtiva.

Produtores e Epagri juntos para mudar a forma de cultivo dos bananais no Sul Catarinense

A iniciativa também contemplou adequação às normas sanitárias, mais organização social e capacitação contínua. “Os treinamentos e cursos da Epagri foram fundamentais para os produtores conseguirem cultivar banana orgânica”, conta Ezequiel Martins dos Santos, produtor do município de Jacinto Machado. O agricultor Edio Cechinel, fala dos principais assuntos abordados em seu treinamento. “Eu fiz curso de manejo do bananal, biofertilizante e compostagem”, lembra ele.

Por ano, as famílias deixaram de usar 337 toneladas de fertilizantes químicos e 45 mil litros de calda de agrotóxicos. E o melhor, a produtividade aumentou em 15%. Pedro Araujo Generoso tem sua lavoura no município de Timbé do Sul. Segundo ele, “há 10 anos não havia cultura orgânica na nossa região. Nem no mercado era possível encontrar alimentos orgânicos para consumo”.

Hoje já são quase 500 hectares de produção orgânica certificada pelo Ministério da Agricultura. Produção que ultrapassa 70 mil toneladas. Essa transformação nas lavouras de banana fez do Sul de Santa Catarina referência nacional na produção orgânica. A região concentra 49% da produção catarinense de banana do grupo Prata. Vale lembrar que esse projeto da Epagri foi o vencedor do 20º Prêmio Fritz Müller. A Empresa foi premiada na categoria Agricultura Sustentável.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink