SC anuncia novas interdições em cultivos de moluscos
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,702 (-2,12%)
| Dólar (compra) R$ 5,40 (0,44%)

Imagem: Divulgação

TOXINAS

SC anuncia novas interdições em cultivos de moluscos

É a segunda interdição em uma semana. Medida visa prevenir a saúde humana
Por: -Eliza Maliszewski
42 acessos

A Secretaria de Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural de Santa Catarina voltou a fazer interdições em cultivos de moluscos. Desde esta quinta-feira (13) está proibido retirar e comercializar ostras, mexilhões e seus produtos, inclusive nos costões e beira de praia da Barra do Aririú e Ponta de Baixo, em Palhoça, e de Freguesia do Ribeirão e Costeira do Ribeirão, no município de Florianópolis.

A medida é em função da presença da ficotoxina Ácido Okadaico - também conhecida como toxina diarreica, acima dos limites permitidos. A substância quando consumida pode causar danos à saúde como náuseas, dores abdominais, vômitos e diarréia até problemas mais graves de intoxicação.

A Cidasc intensificou as coletas para monitoramento das áreas de produção de moluscos interditadas e arredores. Os resultados dessas análises definirão a liberação ou a manutenção da interdição. Os locais de produção interditados serão liberados após dois resultados consecutivos demonstrando que os moluscos estão aptos para o consumo.

VEJA: SC proíbe cultivos de moluscos

Na semana passada outras duas áreas haviam sido interditadas na Fazenda da Armação, em Governador Celso Ramos, e de Sambaqui, Santo Antônio de Lisboa e Cacupé, em Florianópolis.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink