SC vai investir R$ 15 milhões contra estiagem
CI
Imagem: Divulgação
EMERGÊNCIA

SC vai investir R$ 15 milhões contra estiagem

Novo aporte de recursos soma-se aos R$ 24 milhões já aplicados em 2020
Por: -Eliza Maliszewski

Santa Catarina vive uma estiagem severa. Dos 265 municípios já são 23 cidades em estado de emergência, um total de 88 em alerta e pelo menos 9 rios em atenção. Dez cidades estão em estado crítico.

Segundo o 12º Boletim Hidrometeorológico Integrado do Estado, divulgado nesta semana, a seca atinge com mais força nos dois últimos meses, principalmente, no Oeste, Planalto Norte e Vale do Itajaí. “Outubro é um dos meses mais chuvosos do ano em Santa Catarina. No Oeste, por exemplo, eram esperados entre 190 e 250 mm. No entanto, o observado no mesmo mês de 2020 foi bastante diferente, com valores ficando entre 120 e 200 mm abaixo da média”, destacou o Diretor de Recursos Hídricos e Saneamento da Secretaria Executiva do Meio Ambiente (SEMA), Leonardo Ferreira.

Impactos nas culturas

A escassez de chuva vem desde junho de 2019 e em outubro foram mais de 20 dias sem nenhuma precipitação. Os efeitos já são notados na lavoura. Culturas como milho grão e silagem, arroz, alho, cebola, trigo e tabaco sentem os efeitos. Todos já têm quebra estimada.

No milho silagem a baixa deve ser de 6,75% e no grão 4%. No fumo perdas de 1,9%; no arroz baixa de 1,6; no alho está o maior prejuízo, com queda de mais de 15% na safra; na cebola recuo de 1,7%.

Medidas de emergência

A Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural anunciou que vai liberar R$ 15 milhões para o combate à estiagem. O volume se soma aos R$ 24 milhões já aplicados em 2020.  A verba será usada para projetos de captação, armazenagem e distribuição de água para produtores rurais em situação de vulnerabilidade social e de médio porte, além do repasse de recursos para os municípios mais afetados.

“A estiagem já se mostrou como um evento cíclico em Santa Catarina e nós precisamos pensar em ações a longo prazo para que possamos dar mais tranquilidade aos produtores rurais. Estamos fazendo um grande esforço para incentivar a captação e armazenamento de água através também da construção de cisternas”, enfatiza o secretário da Agricultura, Ricardo de Gouvêa.

Os recursos devem seguir para aqueles municípios que decretarem situação de emergência ou calamidade reconhecidos pela Defesa Civil estadual. Os produtores interessados em participar dos Programas devem procurar a Epagri do seu município.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink