SE: Emdagro apreende e sacrifica 21 vacas clandestinas
CI
Agronegócio

SE: Emdagro apreende e sacrifica 21 vacas clandestinas

A medida visa garantir o status de área livre da Febre Aftosa
Por:
A medida visa garantir o status de área livre da Febre Aftosa

Vinte e uma vacas da raça girolando foram apreendidas, na noite de ontem, 7, por fiscais da Empresa de Desenvolvimento Agropecuária de Sergipe, no município de Própria, distante 98 Km da capital. Os animais foram interceptados por uma equipe da fiscalização fazendária quando tentavam entrar no Estado clandestinamente e encaminhados ao Posto de Fiscalização Agropecuária da Emdagro, que por sua vez encaminhou-os à Nutrial para serem sacrificados.


As 11 vacas e as 10 novilhas estavam sendo transportadas em um caminhão que seguia através de uma estrada vicinal quando tentavam desviar do Posto Agropecuário. Na abordagem, foram constatas que os animais não possuíam o Guia de Trânsito Animal (GTA) – documento obrigatório em todo o território nacional para o trânsito de animais vivos, ovos férteis e outros materiais de multiplicação animal.

Como procedimento técnico adotado, A Emdagro informou ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) sobre a apreensão e que, sob a supervisão da Inspeção Federal, os animais foram encaminhados para a Nutrial onde serão sacrificados e destruídos por estarem sem documentação e próximo à fronteira de um Estado contaminado.


Pelo fato de os animais serem provenientes do Estado de Alagoas, a Diretora de Defesa Animal e Vegetal da Emdagro, Salete Dezen, esclarece as medidas tomadas. “O Estado vizinho de Alagoas está classificado como uma zona de médio risco para a Febre Aftosa, diferentemente de Sergipe que há 16 anos não registra um caso sequer da doença, sendo, portanto, considerado como zona livre. E todos os procedimentos adotados por nós são procedimentos meramente técnicos que visam proteger a sanidade do rebanho sergipano, os produtores e a economia do nosso Estado”.

Ela destacou também sobre a atuação de alguns produtores estarem constantemente tentando entrar em Sergipe com animais susceptíveis à Febre Aftosa. “Em todos os casos de apreensões, o Estado de Sergipe, através da Emdagro, se manteve firme na aplicação dessas medidas técnicas, porque é inadmissível que alguns maus criadores, que insistentemente tentam adentrar em nosso Estado, prejudiquem todo um trabalho de controle e combate da Febre Aftosa que é feito por pela Emdagro em parcerias com os bons criadores”. Ressaltou.


Fonte: Ascom Emdagro

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.