Seagri/Adab discute rumos da campanha contra a Febre Aftosa na Bahia
CI
Agronegócio

Seagri/Adab discute rumos da campanha contra a Febre Aftosa na Bahia

No primeiro dia do evento os participantes fizeram exercício simulado em emergência sanitária
Por:
Tudo pronto para a 2ª Etapa da Campanha de Vacinação Contra a Febre Aftosa na Bahia. Até amanhã (11), gerentes e coordenadores regionais da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), órgão vinculado à Secretaria da Agricultura (Seagri), participam de uma reunião para finalizar as estratégias da vacinação, que deverá ser realizada em animais de zero a 24 meses em todo o Estado, exceto na Zona de Proteção, onde bovinos e bubalinos de todas as idades precisam ser imunizados contra a aftosa de 1º a 30 de novembro.


O encontro, iniciado na manhã desta terça-feira (09), em Feira de Santana, foi aberto pelo secretário Estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, que lembrou aos colaboradores da Adab a importância da união de esforços em prol da melhoria da pecuária baiana. “Juntos sempre somos mais fortes e é por isso que, a cada campanha, o estado supera metas”, disse o secretário. “Demos um exemplo ao país sobre como ultrapassar dificuldades e manter a sanidade do rebanho no período da seca. Agora é o momento de bater mais um recorde de vacinação contra a aftosa. Temos a certeza de que, unidos, os pecuaristas, o governo do Estado e o Ministério da Agricultura podem fazer muito mais pelo segmento”, afirmou Salles.

Apesar dos problemas causados pelo longo período de seca no Nordeste, a vacinação do rebanho baiano contra a Febre Aftosa alcançou o índice de 95,65 % na primeira etapa da campanha em 2012. Na Zona de Proteção - composta pelos municípios de Formosa do Rio Preto, Santa Rita de Cássia, Buritirama, Mansidão, Campo Alegre de Lourdes, Pilão Arcado, Remanso e Casa Nova - o patamar de imunização chegou a 96,42%. “Esse resultado é reflexo do comprometimento dos produtores pelo desenvolvimento sustentável da agropecuária baiana e da sensibilidade do governo diante da situação de emergência vivida pelos baianos em mais de 250 municípios. Superamos as dificuldades. Chegou a hora de continuarmos vacinando para alcançarmos novas metas”, disse o diretor geral da Adab, Paulo Emílio Torres.


No primeiro dia do evento os participantes fizeram exercício simulado em emergência sanitária, desde a notificação de uma enfermidade até a ação dos fiscais estaduais agropecuários. A programação do evento focou também o perfil epidemiológico da Varíola Bovina a as ações de vigilância no trânsito de animais em território baiano, finalizando com uma apresentação sobre a base cadastral da Adab.

Nesta quinta-feira (11) estão em pauta a operação da e-GTA (Guia de Trânsito Animal) na Bahia, as peças publicitárias da campanha e o cronograma de vacinação contra febre aftosa. “O próximo compromisso dos produtores será em novembro deste ano, quando apenas os bovinos e bubalinos com idade de 0 a 24 meses deverão ser vacinados”, afirmou o diretor de Defesa Animal da Adab, Rui Leal. “Essa é a faixa etária mais susceptível ao vírus da Febre Aftosa, por isso é necessário o esforço máximo dos produtores para alcançar altos índices de vacinação nos animais jovens, inclusive nos bezerros recém nascidos”, esclarece Leal, lembrando que na Zona de Proteção da Bahia todo o rebanho existente deve ser vacinado, por fazer divisa com Estados classificados ainda com risco médio para aftosa.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink