Seagri/BA estrutura Programa Crédito Assistido para agricultor familiar

Agronegócio

Seagri/BA estrutura Programa Crédito Assistido para agricultor familiar

Meta do programa é capacitar o agricultor para que ele possa aplicar corretamente os recursos
Por:
1962 acessos
Identificar as demandas das 20 cadeias produtivas do estado e as causas do endividamento dos agricultores familiares com o Banco do Nordeste, foi assunto discutido na manhã desta segunda-feira, (20), pelo secretário da Agricultura, engenheiro agrônomo, Eduardo Salles, com agentes financeiros, e diretores da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola, EBDA, Bahia Pesca, Sebrae e Sistema FAEB/Senar. Ainda durante o encontro foram acertados os últimos ajustes para o lançamento efetivo do Programa Crédito Assistido, no dia 21 de julho, na EBDA, quando serão divulgadas as estratégias de atuação em cada cadeia produtiva e entregues os equipamentos necessários para a execução do programa.


Participaram da reunião do diretor da EBDA, Elionaldo Faro Teles; o presidente da Bahia Pesca, Isac Albagli; o superintendente do BNB, Nilo Meira, e os diretores José Herculano Sobrinho, José Rolemberg e Yeda Brito; Geraldo Machado, superintendente do Sistema Fieb/Senar, e a assessora Bárbara Cordeiro, e Dora Parente, coordenadora do Sebrae. O chefe de gabinete da Seagri, Jairo Carneiro; o superintendente de Desenvolvimento Agropecuário, Raimundo Sampaio; o diretor de Agricultura, Almeida Júnior; Estela Ferraz, diretora da SPA, e Jeandro Ribeiro, diretor de Fomento à Produção, da Suaf, também estiveram no encontro.

Criado pelo governo do Estado, através da Seagri, em parceria com o Banco do Nordeste do Brasil e EBDA, e apoiado pelo Sebrae, Sistema Faeb-Senar, Ceplac, Desenbahia, o Programa Crédito Assistido, propõe-se a ser uma forma inovadora de intervenção no setor agrícola do Estado, que consiste em direcionar prioritariamente as ações do governo e os recursos financeiros do crédito agrícola para as 20 cadeias consideradas prioritárias para o desenvolvimento da agropecuária baiana, ofertando de forma responsável, dirigida e sustentável o crédito rural, respeitado as demandas levantadas junto aos agricultores e suas organizações. O programa visa orientar o agricultor familiar para que os recursos financiados pelos bancos sejam bem aplicados, obtendo-se os resultados desejados e evitando o endividamento.


De acordo com Salles, a meta do programa é capacitar o agricultor familiar para que ele possa aplicar corretamente os recursos e, com o resultado da produção, honrar seus compromissos junto às instituições financeiras, e assim mudar a realidade de cada família contemplada com o Crédito Assistido.

Para o diretor da EBDA, Elionaldo Teles, o programa é interessante porque permite que as empresas vinculadas à Secretaria da Agricultura tenham um olhar planejado sobre o Estado inteiro. O crédito Assistido é uma forma imprescindível para o desenvolvimento da agropecuária baiana. “O Banco do Nordeste é um grande parceiro nesse programa, e os nossos coordenadores, especialistas em cada cadeia produtiva vão identificar as demandas dos vários territórios de identidade do estado da Bahia e as ações necessárias”.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink