Seagro busca apoio na AL para aprovação de projeto seringais
CI
Agronegócio

Seagro busca apoio na AL para aprovação de projeto seringais

Na reunião, Padua destacou a importância da Lei para a produção de seringueira no Tocantins
Por:
O secretário executivo da Seagro – Secretaria da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, Ruiter Padua, acompanhado do diretor de Agroenergia, Luiz Eduardo Leal, estiveram reunidos com o deputado estadual, José Geraldo, relator do projeto de Lei que dispensa o Licenciamento Ambiental para o cultivo da seringueira em áreas já consolidadas, degradadas ou subutilizadas em agropecuárias. A reunião aconteceu na tarde dessa quarta-feira, 26, no gabinete do deputado na Assembleia Legislativa, em Palmas.


Na reunião, Padua destacou a importância da Lei para a produção de seringueira no Tocantins. “Sabemos que é de grande relevância para a economia e para o reflorestamento de áreas degradadas, por isso pedimos o apoio para que seja votado o mais rápido possível, uma vez que se trata de um segmento em expansão no Estado”, esclareceu.

Ainda de acordo com o secretário executivo, o objetivo do Governo do Estado é que o plantio de seringueiras no Tocantins cresça 590% até 2017. Atualmente, a área plantada com seringueira é de 1.840 hectares. Além de solicitar a liberação de licenciamento, o Governo Estadual, por meio da Seagro, está lançando os Polos de Produção de Seringueira nas regiões Central, Sul e Extremo Norte do Tocantins. “Esperamos que os polos facilitem a instalação de indústrias para o beneficiamento do produto, assim como os financiamentos para aquelas áreas”, falou.


Segundo o deputado José Geraldo, o projeto tem grande importância econômica, social e ambiental para o desenvolvimento do Tocantins. “Acreditamos que nos próximos quinze dias será analisado e aprovado. A Lei irá facilitar a vida dos produtores que querem investir neste segmento”, enfatizou.

Investimento

Segundo o diretor de agroenergia, Luiz Leal, a expectativa dos produtores é muito grande para iniciar o plantio no Estado com a liberação da licença ambiental. “O que esperamos é que a Lei venha desburocratizar e facilitar a vida dos investidores. A estimativa é que os produtores invistam cerca de R$ 100 milhões entre 2012 e 2013, em projetos seringais”, almejou.


Projeto de Lei

O documento foi assinado pelo governador Siqueira Campos e encaminhado à Assembleia Legislativa, no último dia 6 de setembro, no lançamento do Polo de Produção de Seringueira, na Fazenda Serra Dourada, em Palmeirópolis, no Sul do Estado.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink