Seagro e entidades parceiras debatem projeto de biomassa energética
CI
Agronegócio

Seagro e entidades parceiras debatem projeto de biomassa energética

A produção de biomassa pode ser uma alternativa a mais de renda para o produtor
Por:
A produção de biomassa pode ser uma alternativa a mais de renda para o produtor
 
Uma comissão formada pela Seagro – Secretaria da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, Fieto – Federação das Indústrias do Tocantins, UFT – Universidade Federal do Tocantins, Sindicer – Sindicato das Indústrias Cerâmicas do Tocantins e Sebrae – Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas foi montada, na manhã desta segunda-feira, 08, durante reunião na sede da Seagro, em Palmas, para discutir um projeto de biomassa energética para o Estado. O principal objetivo é oferecer novas alternativas de renda ao produtor rural e ao mesmo tempo abastecer as indústrias do Tocantins com material de queima sustentável.

O projeto havia sido iniciado pela UFT, Fieto e Sindicer, mas agora ganhará novas proporções, como explicou o diretor de Agroenergia da Seagro, Luiz Leal. “Vamos mapear fontes energéticas disponíveis nas diversas regiões do Estado e as indústrias. Atualmente, vemos que a lenha é a única opção, mas ela está cada vez mais escassa e as indústrias esbarram ainda no fator ambiental”, comentou.

Uma das opções discutidas é o capim elefante, que se destaca pela elevada produção de massa seca, sendo ainda seu cultivo simples e rápido. “Este tipo de capim é uma boa alternativa, mas precisamos pensar formas de fazer esta secagem”, destacou Leal. Um experimento com a variedade deve ser implantado no Centro Agrotecnológico de Palmas.

O secretário executivo da Seagro, Ruiter Padua, comentou que cada produtor rural deve ter ao menos três atividades preponderantes em sua propriedade, o que lhe permitirá ter renda o ano todo, e a produção de biomassa pode ser uma destas alternativas.

A pesquisa na UFT é comandada pelo professor doutor do curso de Engenharia Ambiental Juan Carlos Valdes. “Nossa intenção é aliar crescimento da indústria, produção sustentável e renda ao produtor rural”, acrescentou.

Uma nova reunião da comissão acontecerá na próxima quarta-feira, 10, às 9 horas, na sede da Fieto, em Palmas.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink