Seca afeta exportação brasileira de café

Agronegócio

Seca afeta exportação brasileira de café

A expectativa é que a queda nos embarques continue no decorrer do ano e se agrave no primeiro semestre de 2008
Por:
175 acessos

A menor produção brasileira reduziu as exportações mundiais de café. Entre julho e agosto - os dois primeiros meses da safra (2007/08) - as vendas globais caíram 6%. A expectativa é que a queda continue no decorrer do ano e se agrave no primeiro semestre de 2008.

"A tendência é de que as exportações mundiais se agravem, principalmente no primeiro semestre de 2008, na entressafra, pela resistência do produtor de vender a sua safra, diante do clima seco que assola as lavouras do próximo ciclo produtivo", diz o analista da Safras & Mercado, Gil Barabach. Segundo ele, as vendas globais da commodity estão menores por conta da atual safra brasileira, menor que a passada, pela bianualidade baixa.

Segundo estudo da consultoria, com dados da Organização Internacional de Café (OIC), entre julho e agosto os embarques mundiais somaram 15,388 milhões de sacas (60 quilos). No Brasil, a redução foi maior que a média mundial: 7%, totalizando 4,3 milhões de sacas. De janeiro a agosto, as vendas mundiais caíram 5%, para 63,7 milhões de sacas, ainda refletindo a grande safra do País no ciclo anterior.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink