Seca favorece cultivo de abacaxi

Agronegócio

Seca favorece cultivo de abacaxi

Clima garante mais qualidade e sabor
Por:
42 acessos

Cultura apropriada para climas secos, o abacaxi vem se tornando alternativa de produção em diversos municípios gaúchos onde os cultivos tradicionais são afetados todo ano pela estiagem de verão. São exemplos Fronteira-Oeste, Serra e região Metropolitana. "Todos na região banhada pelo rio Uruguai estão investindo no abacaxi, mas, com mais motivação do mercado, dá para expandir muito mais", garante o assistente técnico regional da Emater de Santa Rosa, Lírio Traesel. Os dez produtores de abacaxis da região colheram "frutas de duas mil plantas." Gravataí terminou de colher em fevereiro sua primeira safra. "O abacaxi gosta de seca. Mas o melhor mesmo é que estamos vendendo tudo rapidamente", festeja o agricultor Agenor Rosa. Produtor habitual de melancia e mel, Rosa apostou e colheu 16 mil pés em 3 mil metros quadrados em Morungava. "O daqui é menor mas tem mais qualidade e saída do que o nordestino, colhido verde para agüentar 3 mil quilômetros", explica o agrônomo da Emater Gravataí Henrique Borne.Na região de Santa Rosa, vem dando resultado positivo estudo conjunto com a Embrapa sobre controle da fusariose, fungo responsável por doença limitante na muda. Segundo Traesel, das quatro variedades híbridas desenvolvidas, três atingiram "excelente resultado, em resistência e qualidade".


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink