Seca na Tailândia e maior demanda na Ásia sustentam alta nos preços do açúcar
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
MERCADO

Seca na Tailândia e maior demanda na Ásia sustentam alta nos preços do açúcar

Preços do açúcar nas bolsas internacionais que fecharam em alta
Por:

Preocupações com uma seca contínua na Tailândia, segundo maior exportador mundial de açúcar e indicações de uma demanda aquecida na Ásia, no pós-pandemia, sustentaram os preços do açúcar nas bolsas internacionais que fecharam em alta em todos os vencimentos nesta terça-feira (11).

Os contratos futuros do açúcar bruto negociados em Nova York, na ICE, fecharam em alta 19 pontos no vencimento outubro/20, negociados em 12.74 centavos de dólar por libra-peso. Já os contratos para março/21 foram firmados em 13.32 cts/lb, valorização de 16 pontos no comparativo com a véspera. Nas demais telas a alta oscilou entre 11 e 17 pontos.

Segundo apurou a Agência Reuters a Tailândia deve registrar uma leve queda na produção de cana-de-açúcar na temporada 2020/21, após atingir o menor nível em uma década no ano anterior. "Operadores disseram que, com a recente desvalorização do real no Brasil, o açúcar pode enfrentar dificuldades para voltar a testar o nível de 13 centavos no curto prazo, embora haja um bom suporte por volta dos 12,50 centavos".

Em Londres os contratos futuros do açúcar branco também fecharam em alta em todos os vencimentos desta terça-feira. O primeiro lote, para outubro/20 foi comercializado a US$ 371,90 a tonelada, valorização de 1,30 dólar no comparativo com a véspera. Já o lote para dezembro/20 subiu 1,70 dólar, negociado em US$ 373,70 a tonelada. Os demais vencimentos subiram entre 2 e 3,10 dólares cada.

Mercado doméstico

No mercado interno o açúcar cristal caiu após 3 dias consecutivos em alta. De acordo com os índices do Cepea/Esalq, as usinas negociaram a saca de 50 quilos ontem em R$ 79,24, desvalorização de 0,36% no comparativo com a segunda-feira.

Etanol diário

Já o etanol hidratado, medido pela Esalq/BM&F Bovespa, voltou a subir nesta terça-feira, com o metro cúbico negociado em R$ 1.728,00, ligeira valorização de 0,06% quando comparado aos preços da véspera.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink