Secretaria de Nova Ubiratã/MT investe no plantio de pepino

Agronegócio

Secretaria de Nova Ubiratã/MT investe no plantio de pepino

Conforme o secretário Paulo Maier, 25 parceleiros farão parte do programa, que prevê o fortalecimento da olericultura no município
Por:
2045 acessos
A Secretaria Municipal de Agricultura de Nova Ubiratã está investindo no plantio de 20 hectares de pepino no assentamento Piratininga. Conforme o secretário Paulo Maier, 25 parceleiros farão parte do programa, que prevê o fortalecimento da olericultura no município.


Maier informa que a técnica em agropecuária da pasta, Francielle Aparecida da Silva, já fez a coleta de amostras na região para confirmar a qualidade do solo. O plantio acontecerá entre fim de janeiro a fevereiro. A colheita está prevista para maio.

Toda a produção será comprada pela empresa Cartelo, uma indústria de Sinop, que também viabilizará o transporte da produção. “No início será colocada uma câmara fria para manter a qualidade do pepino por pelo menos uma semana até acumular a quantidade necessária para completar uma carga”, explica.


Segundo ele, mais produtores familiares deverão aderir ao projeto a partir do ano que vem. “O projeto prevê o beneficiamento do pepino no próprio assentamento ainda em 2012”, explica o secretário, acrescentando que um barracão está sendo construído no distrito.

Os maquinários necessários para equipar a indústria de processamento do pepino no Piratininga serão repassados pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento da Agricultura Familiar (Sedraf).

O projeto de olericultura no Piratininga conta com a assessoria do produtor Silvio Voivoda. “Ele já investiu no plantio e industrialização de pepino, mas encontrou dificuldades para colocar o produto no mercado, e estamos aproveitando a sua experiência para evitar dificuldades”, diz Maier.


Atualmente, o quilo do pepino está cotado entre R$ 0,60 e R$ 0,70 no mercado norte-matogrossense. “O pepino está tendo uma margem boa de lucro e vai se transformar em mais uma fonte de renda para os produtores familiares de Nova Ubiratã”, garante Paulo Maier.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink