Secretário de Agricultura visita obras de armazenamento e comercialização de rações, em Mineiros do Tietê

Agronegócio

Secretário de Agricultura visita obras de armazenamento e comercialização de rações, em Mineiros do Tietê

O plano totaliza R$ 849.216,45 em investimentos do Governo paulista
Por:
1008 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

O plano totaliza R$ 849.216,45 em investimentos do Governo paulista

O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, visitou, no dia 17 de novembro de 2016, as obras para a instalação de equipamentos para a produção de rações para pecuária de corte e leite, esquimós e aves da Cooperativa Agrícola da Zona do Jahu, localizada no município de Mineiros do Tietê. O plano integra o Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável - Microbacias II - Acesso ao Mercado, e totaliza R$ 849.216,45 em investimentos do Governo paulista.

O projeto, que beneficiará 15 produtores rurais e 380 cooperados do município, integrou a sexta chamada do Microbacias II, envolve a construção de depósito para armazenamento e comercialização de rações, aquisição de máquinas e equipamentos para agregar valor à produção de milho e sorgo.  Do valor total do plano, R$800.000,00 foi apoiado pelo Estado e a contrapartida foi de R$1.132.600,00. A cooperativa financiou R$800.000,00 da contrapartida por meio do Findo de Expansão do Agronegócio Paulista (Feap), e utilizou seus recursos para pagar R$332.600,00.

A expectativa da Cooperativa é que ainda em 2016 sejam concluídas as obras de dois silos com capacidade de 50 mil sacas de 60 quilos. Até o final do projeto serão construídos mais dois silos com a mesma capacidade, totalizando quatro unidades, além de um silo pulmão que comportará mais 5 mil sacas.

Para o presidente da Cooperativa, Carlos Eduardo Nabuco de Araújo, o projeto desenvolvido com apoio do Microbacias II é fundamental para diversificar a agricultura na região. “Graças ao incentivo do Governo do Estado, nós poderemos agregar valor à nossa produção agropecuária, instituindo a cultura do cereal, aproximando os nossos cooperados e gerando renda aos agricultores”, disse.

O Microbacias II é executado pela Secretaria da Agricultura e Abastecimento, por intermédio da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), e da Secretaria do Meio Ambiente, por meio da Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN), com financiamento parcial do Banco Mundial, no valor de US$ 130 milhões, sendo US$ 78 milhões do Bird e US$ 52 milhões do Estado de São Paulo.

Para Arnaldo Jardim, a finalidade do Projeto é apoiar iniciativas de negócios, apresentados por associações ou cooperativas, preparando o pequeno produtor para atender as demandas. “O projeto, considerado emancipador, possibilita que produtor crie condições de se desenvolver, crescer e gerar novas oportunidades de acesso ao mercado, aumentando a produtividade e gerando renda. Estamos seguindo a determinação do governador Geraldo Alckmin”, ponderou.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink