Secretário/RS ressalta benefícios a produtores atingidos por estiagem


Agronegócio

Secretário/RS ressalta benefícios a produtores atingidos por estiagem

Ivar Pavan salientou projeto de irrigação que pode ser ampliado, por isso a necessidade de verbas da União
Por:
1255 acessos
O governo do Rio Grande do Sul entregou na quarta-feira, 11, à União uma pauta que requisita auxílio para os produtores atingidos pela estiagem.

Fez parte da comitiva gaúcha o secretário estadual de desenvolvimento rural, pesca e cooperativismo Ivar Pavan.

Ao participar hoje pela manhã, 12, da programação da Progresso, Pavan comentou que de forma emergencial foi solicitado milho para alimentação de animais e aves.

Inclusive o governo gaúcho quer que o governo federal subsidie o transporte do milho de outros Estados que têm boa produtividade na atual safra para atender agricultores gaúchos.

Ivar Pavan também frisou que outro pedido se refere ao subsídio para o milho safrinha, a fim de que as sementes cheguem com menos custo aos produtores no caso de ainda ser possível replantio, caso chova.

O secretário ressaltou que o governo gaúcho tem 70.000 sacas de milho troca-troca disponíveis aos agricultores. Em relação aos produtores que não financiaram lavouras de milho, que compreende 20% do total de agricultores, Ivar Pavan salientou que foram solicitadas verbas do governo federal para o socorro. Já aos demais 80% que têm seguro, a Emater está agilizando as vistorias para concessão do proagro.


Por outro lado, o secretário estadual de desenvolvimento rural comentou na Progresso que em relação às lavouras de soja, da mesma forma, 80% dos produtores têm financiamento e aos demais é necessário aguardar as consequências da seca.

Como medidas de longo prazo, Ivar Pavan enfatizou que o governo estadual tem alguns projetos para minimizar prejuízos em caso de novas estiagens. Salientou projeto de irrigação que pode ser ampliado, por isso a necessidade de verbas da União.

Outra iniciativa defendida pelo secretário é maior investimento na diversificação da produção, para que o agricultor não fique dependente da monocultura.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink