Seguro da safra de inverno não chegou em MS
CI
Agronegócio

Seguro da safra de inverno não chegou em MS

O BB em Dourados (MS) não recebeu as normas para a contratação do seguro rural
Por:

Por enquanto, o Banco do Brasil em Dourados (MS) não recebeu as normas para a contratação do seguro rural, com subvenção federal, para a safra de inverno, que entrará em vigor, pela primeira vez, em 2007. O objetivo é garantir proteção as principais culturas do período, como trigo e milho safrinha.

Estimativa encaminhada pelas seguradoras ao Ministério da Agricultura indicou que serão necessários R$ 32 milhões do Governo para subsidiar o prêmio dos produtores. O valor é pouco superior aos R$ 31,1 milhões oferecidos em toda a subvenção em 2006, englobando as safras de verão e inverno, mas que para este ano deve atingir a R$ 99,5 milhões.

Hoje, o trigo tem a garantia apenas do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro), mas não cobre o risco no caso da quebra de produção, provocada pelo clima. O Governo pretende arcar com até 60% do risco do seguro para o trigo, baseado no custo de produção e varia de acordo com o risco de cada área.

Em cima disso, será aplicado um percentual de 15% do total. A estimativa é que o valor do seguro rural para o trigo chegue a até R$ 150 o hectare. O limite para cada triticultor é de até R$ 32 mil. A Aliança do Brasil, seguradora do Banco do Brasil, deve ficar com a maior parte dos recursos de subvenção para o trigo – em torno de R$ 18 milhões.

Já o milho hoje não tem qualquer cobertura contra intempéries, pragas ou doenças, nem pelo Proagro, por ser uma cultura de muito risco devido a seca e a geada.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink