Sem abertura na agricultura não há conversa com EUA e UE

Agronegócio

Sem abertura na agricultura não há conversa com EUA e UE

Segundo o presidente Lula, eles precisam compreender que os países emergentes precisam ter a oportunidade de disputar com eles
Por:
54 acessos

Uma semana após Estados Unidos e União Européia terem travado com o Brasil um intenso tiroteio por conta do fracasso das negociações de liberalização comercial, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nessa quinta-feira (28-06) que, sem abertura na agricultura, "não tem mais conversa" com europeus e americanos.

"Se eles não abrirem a agricultura, não tem mais conversa. Não podemos trabalhar com eles no século 21 como se trabalhou no século 20", disse.

"Eles precisam compreender que os países emergentes precisam ter a oportunidade de disputar com eles", completou Lula, ao anunciar sua visita a Portugal na semana que vem, quando terá encontros com diferentes líderes europeus.

Lula falou rapidamente sobre a Rodada Doha da OMC (Organização Mundial do Comércio), nessa quinta-feira, no Palácio do Planalto, em evento de lançamento do novo plano safra da agricultura empresarial.

O presidente, ao adotar um discurso duro, procurou explicar os motivos que, na semana passada, resultaram no fracasso das conversas do G4 (Brasil, EUA, Índia e União Européia), cujo objetivo era salvar a rodada de negociações comerciais. Na ocasião, o presidente americano, George W. Bush, criticou diretamente o governo brasileiro.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink