Ovos

Sem perspectivas, negócios com ovos sofrem novas quedas

No acumulado de novembro ou no decorrer do segundo semestre, o preço médio permanece negativo: 2,5% e 1,6%, respectivamente
Por:
11 acessos

Na última quarta-feira (22), as propostas e facilidades para dar vazão à mercadoria ocasionaram novos retrocessos nos negócios realizados com ovos brancos e vermelhos.

Nos ovos brancos, a nova queda – 2ª da semana, 3ª do mês, 48ª do ano – derrubou o preço para um mínimo de R$65,00 ao máximo de R$67,00 a caixa, se igualando ao preço médio obtido no mesmo período do ano passado. Já no acumulado de novembro ou no decorrer do segundo semestre (desde 1º de julho, últimos 145 dias), o preço médio permanece negativo: 2,5% e 1,6%, respectivamente.

Os ovos vermelhos, por sua vez, também retrocederam, mas mantiveram a diferença de R$2,00 a R$5,00 a mais por caixa em relação aos ovos brancos. Entretanto, o preço médio diário praticado é 5,3% superior ao do mesmo período do ano passado.

Segundo a Jox Assessoria Agropecuária o mercado esteve praticamente parado, pressionando ainda mais os preços e ocasionando a baixa nos negócios efetivados. Assim, com o crescimento dos estoques em todos os elos da cadeia de negociação, o cenário de instabilidade deve permanecer presente.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink