Semana Arrozeira prestigia polos educacionais da área rural

Agronegócio

Semana Arrozeira prestigia polos educacionais da área rural

Palestras e cursos sobre a vida no campo envolveram trabalhadores rurais e seus filhos
Por:
363 acessos

Palestras e cursos sobre a vida no campo envolveram trabalhadores rurais e seus filhos

Cinco polos educacionais da área rural de Alegrete e de Quaraí receberam durante a Nona Semana Arrozeira palestras e atividades voltadas especialmente à importância da água e a vida no campo.  A iniciativa da Associação dos Arrozeiros de Alegrete, responsável pela organização do evento, visa levar informação e desenvolvimento para estas regiões.  A programação contou com a parceria da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/RS), Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) e Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (InpEV).

Crianças e adolescentes, ao lado dos pais que trabalham nas lavouras, também receberam informações sobre a preservação de nascentes, destinação correta das embalagens vazias de defensivos agrícolas, primeiros socorros para o meio rural e os benefícios do arroz para a saúde humana. 

Um dos Polos visitados fica distante 49 quilômetros do centro de Alegrete (RS), na localidade da Conceição. As atividades se desenvolveram na Escola Municipal de Educação Básica Murilo Nunes de Oliveira, que atende 263 alunos desde o nível A da Educação Infantil até o último ano do Ensino Médio.  Segundo a diretora, Ana Lúcia Pacheco, a programação rural da Semana Arrozeira fornece conhecimento aos alunos sobre o trabalho realizado pelos pais. “Ao trazer para a escola cursos, palestras, informações e divertimento, o evento ajuda na formação dos alunos que têm suas raízes na zona rural. Por mais atrativa que seja a cidade, a maioria quer permanecer no campo”, destaca Ana Lúcia.

Para a coordenadora pedagógica do Polo da Conceição, Lilian Silveira de Almeida, neste ano houve uma evolução no número de pais participantes em relação às edições anteriores, o que considera uma conquista. Ao lembrar a empolgação dos alunos no ano passado com o tema sobre a importância de usar protetor solar, Lilian destaca que esta iniciativa tem muito a acrescentar no cotidiano deles. “As próprias professores também aprendem,” salienta.

Um dos produtores da região, Leonir José Guerra  Ereno, que faz a integração lavoura de arroz e pecuária, acredita que a Semana Arrozeira trouxe uma inovação para as comunidades rurais, ao disponibilizar conhecimento, tecnologia e também questões de saúde. Ele participou do evento junto com seus colaboradores que têm filhos estudando no Polo da Conceição. “Neste ano abordamos a irrigação com o objetivo de qualificar o sistema buscando benefícios tanto para os proprietários quanto para os seus colaboradores”, afirma.

O casal Mauro Augusto Brandolti e Divanir Brandolti, colaboradores na propriedade de Ereno e que acompanharam as atividades ao lado dos filhos, avaliam como um momento de aprendizagem para todos da comunidade. Na opinião de Brandolti, as palestras e cursos ajudam no trabalho do dia a dia. Para a sua esposa, Divanir, o fato de morar fora da cidade impossibilita algumas vezes o acesso a algumas informações e este tipo de iniciativa ajuda a ensinar muitas coisas. Os filhos Vanessa e Gustavo, que estão no Ensino Médio, entendem que é sempre bom aprender mais sobre a vida no campo.

Outros dois alunos, também cursando o Ensino Médio, aprovam a oportunidade de ter mais conhecimento.  Conforme Ozéias da Silva Gonçalves, ele pode ajudar o pai com o que aprende nas palestras e oficinas. Já Letícia Carrício, acha interessante a iniciativa por trazer muitas informações. “Todo o ano são abordados assuntos novos, que chamam a atenção”, ressalta.

Uma das atividades que envolveu especialmente as mulheres, foi a palestra da nutricionista do Irga, Cleusa Amaral, que mostrou as diferentes possibilidades de utilização do arroz no preparo dos alimentos.  O principal destaque, no entanto, foi o benefício que o cereal traz para a saúde humana. Conforme Cleusa, que também desenvolve o Provarroz, programa de valorização do cereal, a receptividade das participantes foi muito boa. “Elas ficaram motivadas para criar seus próprios pratos”, conta.

Após a palestra foi feita uma degustação com várias receitas a base de arroz. Além da localidade da Conceição, também receberam a programação rural da Semana Arrozeira os Polos Educacionais do Angico, Rincão de São Miguel e Durasnal, no Alegrete, além do município de Quaraí.

A Semana Arrozeira é realizada pela Associação dos Arrozeiros de Alegrete com co-participação da Unipampa e tem o patrocínio do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), Sicredi, Fertilizantes Heringer, Super Tratores, CAAL, Kepler Weber e Caixa Econômica Federal. Mais informações sobre o evento estão no site www.semanaarrozeira.com.br.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink