Sementes Adriana vai ofertar super soja para safra 2005/06

Agronegócio

Sementes Adriana vai ofertar super soja para safra 2005/06

A empresa vai disponibilizar aos produtores do Centro-Oeste sementes de soja super nutrida para a safra 2005/06
Por: -Admin
13 acessos

A Sementes Adriana, uma das maiores empresas de sementes do país, localizada em Alto Garças, ao sul do Mato Grosso, vai disponibilizar aos produtores do Centro-Oeste sementes de soja super nutrida para a safra 2005/06. Este produto, em coloração prateada e denominada Plena, consiste na aplicação de diversos nutrientes a fim de proporcionar alto grau de produtividade. Na temporada 2003/04 foram realizados testes em módulos de 30 hectares em dez locais diferentes no Mato Grosso. Em comparação com outra variedade da empresa, a original, houve um acréscimo de 5 sacas por hectare. As sementes “prata” foram comercializadas apenas para testes aos principais produtores do Estado no mesmo valor da original.

Após cinco anos de pesquisas e testes a campo, a nova variedade está pronta para chegar ao mercado. De acordo com o presidente da Sementes Adriana e um dos diretores da Fundação MT, Odílio Balbinotti Filho, “o custo da saca será de aproximadamente um saco a mais por hectare em relação à original, devendo ficar próximo a R$ 30 por hectare”, afirma. Ele justificou que o preço mais alto ocorre por causa dos nutrientes injetados dentro desta técnica.

Em locais que ocorreram testes comparativos entre as duas variedades, pôde ser constatada a diferença entre uma variedade e outra. Na fazenda Carazinho, em Chapadão do Sul, o rendimento passou de 53 sacas para 57 sacas por hectare. Na fazenda São Judas Tadeu, em C. Novo Parecis, onde a produtividade chega a 59,1 sacas por ha, a rendimento atingiu 59,73 sacas por hectare. Balbinotti Filho explica que estas sementes são exclusivamente adaptadas à região Centro-Oeste, por isso não teriam o mesmo desempenho em outros Estados brasileiros.

Além dos testes com sementes, a Sementes Adriana também precisou realizar experimentos com solos arenosos, que predominam na região. O presidente da empresa ressalta, que dos 29 mil hectares de área da fazenda, 6 mil ha tem menos de 5% de argila, componente fundamental que retém os nutrientes no solo. Para isso, desde 1995 são realizadas inúmeras pesquisas para conseguir produzir naquele tipo de solo. O resultado foi que na safra 2002/03 a produtividade de soja em solos arenosos superou à cultivada em argila, passando de 59 sacas por hectare para um pouco mais de 60 sacas por ha. Ele destacou que as chuvas também colaboraram para atingir este índice. Os resultados foram tão positivos que em 2004 mais de 700 produtores foram conhecer pessoalmente os experimentos.

A Sementes Adriana é a maior empresa do setor em Mato Grosso, com mais de 35 revendas espalhadas pelo Centro-Oeste. Ocupa entre 17% e 20% do mercado mato-grossense e tem como foco novas variedades de soja. Todos os testes são realizados na própria fazenda, o que facilita o processo de rastreabilidade. Este ano a empresa está completando 25 anos de atividade, sendo 23 focado na oleaginosa.

O repórter Giuliano Mendes viajou para Alto Garças (MT) a convite da Sementes Adriana.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink