Seminário da Agricultura Familiar é realizado em Alpestre

Agronegócio

Seminário da Agricultura Familiar é realizado em Alpestre

Mais de 300 pessoas participaram do Seminário, organizado nas dependências da Escola, na Linha Sertãozinho
Por:
1157 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

Para promover a capacitação de agricultores, professores e alunos sobre tecnologias agroecológicas aplicáveis à agricultura familiar a Escola Estadual de Ensino Fundamental Tomé de Souza, promoveu na última terça-feira (25/10), a quarta edição do Seminário da Agricultura Familiar. A Emater/RS-Ascar foi uma das apoiadoras do evento, juntamente com a Casa Familiar Rural, Cooperativa Extremo Norte, Prefeitura e Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Mais de 300 pessoas participaram do Seminário, organizado nas dependências da Escola, na Linha Sertãozinho.

Segundo os organizadores, o Seminário tem como objetivo oportunizar formação aos agricultores e seus filhos, para que estes obtenham conhecimento sobre a sustentabilidade da agricultura familiar aliada ao desenvolvimento tecnológico do campo. Após a abertura do evento, com a participação de autoridades locais e apresentação artística da escola, teve início o ciclo de palestras, que abordou temas como organização da propriedade e autoestima das famílias, uso de agrotóxicos e os prejuízos para a saúde, Cadastro Ambiental Rural (CAR) e Previdência Social no Campo e educação no campo como alternativa de desenvolvimento social.

A palestra sobre organização da propriedade e qualidade de vida no meio rural foi ministrada pela assistente técnica regional social da Emater/RS-Ascar, Dulcenéia Haas Wommer, que enfatizou as ações da Campanha Regional Minha propriedade, meu paraíso, realizada nos 42 municípios de atuação da Emater/RS-Ascar nesta região, com o objetivo de promover junto às famílias rurais a organização e melhoria de arredores, por meio de práticas de paisagismo e jardinagem, visando à qualidade de vida das famílias do campo.

A programação da tarde continuou com visitação às oficinas de agroecologia apresentadas pelos alunos da escola. Os temas abordados nas oficinas foram carneiro hidráulico, galinheiro móvel, erva-mate, produtos à base de soja, orçamento familiar, plantas tóxicas, resgate da biodiversidade na alimentação, horta vertical, solo e adubação verde, defensivos naturais, artesanato, entre outros.


 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink