Seminário discute ações para implementar Projeto de Regionalização
CI
Agronegócio

Seminário discute ações para implementar Projeto de Regionalização

Participantes debateram sobre ações de divulgação, administrativas e de defesa sanitária e fitossanitária
Por:
Participantes debateram sobre ações de divulgação, administrativas e de defesa sanitária e fitossanitária

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) encerrou, nesta terça-feira (25), o ciclo de palestras e debates sobre o Projeto de Regionalização. O evento, realizado desde ontem, na sede em Brasília, reuniu diretores, coordenadores de diversas áreas do ministério, além dos superintendentes dos estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina.


Neste segundo dia, os participantes do seminário discutiram acerca da implantação de diversas ações relacionadas à Regionalização, tanto em aspectos relacionados à qualidade e à defesa sanitária e fitossanitária quanto à comunicação e à questão administrativa. Sob a coordenação do chefe da Assessoria de Gestão Estratégia (AGE), Derli Dossa, os gestores trocaram experiências nas atividades desenvolvidas até o momento e avaliaram a possibilidade da criação de grupos de trabalhos para atuarem com ênfase em dois sistemas de controle: o Suasa (Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária) e o Sisbi (o Sistema Brasileiro que envolve a Inspeção de Produtos de Origem Animal, Produtos Vegetais e Insumos Agropecuários).


O evento também reservou espaço para os superintendentes dos três estados da Região Sul, que debateram questões sobre os rumos da política agrícola, apresentaram a estrutura das Superintendências Federais de Agricultura (SFAs) e propuseram ações de implementação administrativa e apoio político-institucional ao Projeto de Regionalização.


No seminário, ainda foi proposto um cronograma de ações de comunicação, que será implantado para aprimorar a divulgação do Projeto de Regionalização, apontando as formas de contato com as áreas de interesse e os públicos-alvos. O objetivo, conforme explicado pelo chefe da Assessoria de Comunicação Social (ACS/GM), Jorge Lopes, é promover a interação com interlocutores, multiplicadores e produtores agrícolas. No cronograma, as atividades serão desenvolvidas, inicialmente, em algumas cidades do Rio Grande do Sul, onde o projeto-piloto da Regionalização está em andamento. O modelo para as ações também será adotado, com os devidos ajustes das especificidades de cada região, em outros estados do País, como o Nordeste, a partir de 2013.


Para obter mais informações sobre o Projeto de Regionalização clique aqui.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink