Seminário discute melhorias na estrutura e conceitos de abate de frangos

Agronegócio

Seminário discute melhorias na estrutura e conceitos de abate de frangos

Seminário reuniu público de 120 participantes de sete países da América Latina
Por: -Joana
1385 acessos
O Seminário Latino Americano de Abate e Processamento de Frangos de Corte, promoção da Fundação APINCO de Ciência e Tecnologia Avícolas (FACTA) realizado de 29 a 31 de março de 2011, em Maringá (PR), reuniu público de 120 participantes de sete países da América Latina (Argentina, Brasil, Chile, México, Paraguai, Peru e Uruguai) para assistir ao ciclo de palestras de especialistas sobre melhorias nos processos de manejo na produção de frangos de corte, padronização de carcaça, segurança alimentar, práticas sustentáveis de produção e menor impacto ao meio ambiente.


O Brasil, como terceiro maior produtor de frangos do mundo, atrás dos Estados Unidos e China (12 milhões de toneladas/ano, devendo, até 2012, ultrapassar o país asiático em produção) e, desde 2008, maior exportador em volume e valores (3,8 milhões de toneladas/ano), está cada vez mais se tornando referência em avicultura tropical, exemplo para os países latino-americanos. Para o membro do corpo-técnico da FACTA e coordenador do Seminário, Nelson José Beraquet, eventos deste porte têm importância fundamental para prover não só o setor avícola nacional, como de toda a América Latina.

“A programação conseguiu abranger conteúdo diverso sobre todas as áreas desde o manejo pré-abate, abate e processamento industrial. Com eventos desse gênero o Brasil assume, de fato, seu papel de líder em pesquisa voltada a avicultura tropical, disseminando nosso vasto conhecimento na área e colhendo o que há de bom em nossos países vizinhos. Foi uma troca de experiências muito produtiva”, comemora.


Beraquet destaca ainda alguns pontos debatidos durante o evento, como a questão do bem-estar animal, que, segundo o especialista, está diretamente ligada à qualidade da carne. A extensão da linha de produtos processados com carne de frango também esteve entre as principais pautas do Seminário. De acordo com o técnico, o país tem evoluído neste quesito nas últimas décadas, com plantas frigoríficas altamente tecnificadas e aumento do consumo deste tipo de carne no mercado interno.

“Este aumento da linha de produtos processados tem muito a ver com o estilo de vida do brasileiro, que está passando por mudanças, principalmente nas últimas duas décadas. O ritmo de vida das famílias trouxe melhora no poder aquisitivo, no entanto, o tempo para fazer as refeições ficou escasso. Isso tudo faz com que as pessoas busquem cada vez mais alimentos processados de pronto consumo, fenômeno presente há muito tempo na cultura dos países ricos, como a norte-americana”, ressalta.


Mais informações sobre o Seminário Latino Americano de Abate e Processamento de Frangos de Corte e outros eventos promovidos pela FACTA podem ser obtidas no site: www.facta.org.br ou pelo telefone (19) 3243-6555.

As informações são da assessoria de imprensa da Facta.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink