Seminários do SENAR sobre NR31 ganham mais adeptos no Sul de Minas

Agronegócio

Seminários do SENAR sobre NR31 ganham mais adeptos no Sul de Minas

SENAR Minas criou seminários com carga horária de 8 horas, facilitando o processo de atualização de conhecimentos.
Por:
1171 acessos

Conforme legislação em vigor, o trabalhador rural, para exercer as suas funções com segurança, precisa estar capacitado. A atualização de conhecimentos, a cada dois anos, é também uma exigência do Ministério do Trabalho, conforme prevê a Norma Regulamentadora 31. Para dinamizar esse processo, o SENAR Minas criou seminários com carga horária de 8 horas, facilitando o processo de atualização de conhecimentos.

“A vantagem do seminário é que ele possibilita ao produtor atualizar seus funcionários em menor tempo e, consequentemente, com menor custo; ao mesmo tempo em que atende as exigências do Ministério do Trabalho e/ou da entidade certificadora. Para o Senar este tipo de evento também é vantajoso, pois nos permite atender maior número de pessoas”, disse Rodrigo de Castro Diniz, gerente regional do SENAR em Passos.

Nos meses de agosto e setembro, a regional de Passos autorizou a realização de 15 seminários nos municípios de Cabo Verde, São Sebastião do Paraíso, Guaxupé e Guaranésia. Dentre eles, o município de Cabo Verde foi o que mais promoveu estes eventos, totalizando nove seminários – todos em parceria com o Sindicato Rural. O maior número de capacitações foi para a aplicação correta de agrotóxicos.

Para o vice-presidente da Cooxupé (Cooperativa dos Cafeicultores em Guaxupé), Carlos Augusto Rodrigues de Melo, que sediou um seminário na sua fazenda, localizada no mesmo município, esse trabalho é importante para todos os elos da agricultura. “Nós sempre exigimos um cuidado muito grande com as ações em nossa fazenda e tem que ser assim. As capacitações do SENAR são de suma importância e esse trabalho precisa ter continuidade e aperfeiçoamento. Como vice-presidente da cooperativa, acompanho o trabalho realizado pelo SENAR através da nossa parceria. É algo do qual não abrimos mão mais, pois é importantíssimo para os produtores e trabalhadores”.

Carlos Augusto também reforça que as capacitações são importantes para que os pequenos produtores possam adotar boas práticas no campo e ressalta a competência dos instrutores e a significativa evolução dos trabalhadores.

Legislação

A Norma Regulamentadora 31, do Ministério do Trabalho, define obrigações que devem ser observadas na organização e no ambiente de trabalho, de forma a tornar compatível o planejamento e o desenvolvimento das atividades agrícolas com a segurança e a saúde do trabalhador. A capacitação do trabalhador para exercer as atividades de mecanização no campo é quesito fundamental. Empresas, empregadores, cooperativas e parceiros rurais são responsáveis pela aplicação da NR 31. O SENAR Minas, como escola do campo, é parceiro nesse processo.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink