Senar apresenta oportunidades do agro em Congresso de Engenharia e Agronomia

Congresso

Senar apresenta oportunidades do agro em Congresso de Engenharia e Agronomia

Oportunidades do setor agropecuário brasileiro e a expectativa mundial em relação à produção agrícola foram apresentadas pelo Senar durante congresso
Por:
40 acessos

As oportunidades do setor agropecuário brasileiro e a expectativa mundial em relação à produção agrícola foram apresentadas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) durante o Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia que está acontecendo em Maceió, Alagoas. O engenheiro agrônomo e assessor técnico da Diretoria de Educação Profissional e Promoção Social (DEPPS) do Senar, Rafael Nascimento da Costa, participou da mesa-redonda Agronegócio no Nordeste ao lado dos engenheiros agrônomos Antonio Dias Santiago e Hibernon Cavalcante Albuquerque. 

No debate, o assessor do Senar mostrou um panorama do agronegócio no Brasil e apresentou a relevância do setor para a balança comercial e geração de empregos. Em sua apresentação, Rafael explicou os programas de qualificação profissional do Sistema CNA/SENAR voltados para as novas tecnologias para o campo, como a operação de drones e mapeamento aéreo, além dos programas nacionais de agricultura de precisão e agricultura irrigada.

Desde 2016, o Senar já capacitou mais de 650 pessoas em operação de drones nos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e no Distrito Federal. “Por meio das capacitações de Formação Profissional Rural e da metodologia de Assistência Técnica e Gerencial o Senar transfere tecnologia aos produtores rurais. Isso contribui para o aumento da produção de alimentos para o mercado interno e também para a exportação”, destacou. 

Rafael destacou ainda os dados do Cadastro Ambiental Rural (CAR) divulgados pelo Serviço Florestal Brasileiro em maio que reforçam que o Brasil produz alimento preservando 282 milhões de hectares em todo o País. “Dos 66,3% da vegetação nativa brasileira, metade, 33,2%, está dentro de propriedade privada”.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink