SENAR capacita mais de 21 mil contra febre aftosa

Agronegócio

SENAR capacita mais de 21 mil contra febre aftosa

Com isso, treinou 21.709 produtores, distribuídos em 949 cursos ocorridos em 24 Estados do país
Por:
1021 acessos

Durante a campanha contra febre aftosa, o SENAR reforçou a capacitação sobre a forma correta de manuseio, transporte e aplicação da vacina. Com isso, treinou 21.709 produtores, distribuídos em 949 cursos ocorridos em 24 Estados do país.

A campanha foi encerrada na maioria dos Estados. Mas, pecuaristas do Amazonas e de quatro municípios do Acre ainda poderão vacinar o gado contra febre aftosa até 15 de dezembro. Em Mato Grosso do Sul, na Zona de Alta Vigilância, a campanha foi prorrogada até o dia 25 de dezembro. No Rio Grande Sul, a campanha teve autorização para seguir até o dia 10 de dezembro apenas em municípios que enfrentaram atrasos na logística de disponibilidade de vacinas.

De acordo com o coordenador do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (Pnefa), Plínio Lopes, o critério para as prorrogações foi estabelecido segundo a realidade de cada área, evitando prejuízos à cobertura vacinal. “No Amazonas e Mato Grosso ocorreram problemas climáticos. A estiagem gerou dificuldades de acesso a propriedades no primeiro e de manejo de animais no segundo caso, o que prejudicou a vacinação”, explica.

A Campanha de Vacinação contra febre aftosa é uma iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que pretende imunizar 151,8 milhões de cabeças de bovinos e búfalos, em 2010.

Durante o período da campanha, o governo fornece as vacinas e o SENAR reforça a capacitação sobre a forma correta de manuseio, transporte e aplicação da vacina.

Os produtores capacitados pelo SENAR também aprendem sobre a importância de prevenção e controle da febre aftosa para a economia e saúde pública dos municípios e do Estado; noções básicas sobre o meio ambiente, como a destinação correta dos frascos vazios de vacinas e medicamentos; e ainda sobre normas de segurança do trabalho quanto ao manejo dos animais e manuseio de equipamentos.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink