Senar destaca ações do projeto Paisagens Rurais em oficina no MT
CI
Imagem: Divulgação
AGRONEGÓCIO

Senar destaca ações do projeto Paisagens Rurais em oficina no MT

Senar destacou as ações do projeto Paisagens Rurais em Mato Grosso
Por:

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) destacou as ações do projeto Paisagens Rurais em Mato Grosso, durante oficina do Serviço Florestal Brasileiro (SFB) e do governo estadual, na quinta (11). “A apresentação foi realizada com intuito de dar o panorama sobre a execução do projeto, identificando as potenciais sinergias entre os atores locais e outros projetos desenvolvidos na região para estruturação de ações conjuntas”, destacou Bárbara Evelyn Silva, coordenadora do Paisagens Rurais.

O projeto Gestão Integrada de Paisagens no Bioma Cerrado é direcionado ao fortalecimento da adoção de práticas de conservação e recuperação ambiental e práticas agrícolas de baixa emissão de carbono em bacias hidrográficas selecionadas no bioma. É uma parceria entre os Ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Embrapa, Banco Mundial, SFB, Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ) e o Senar.

A oficina foi promovida em parceria com o Governo de Mato Grosso e contou com palestras da Secretaria de Meio Ambiente do estado, que apresentou as ações do governo para a implementação da agenda de regularização ambiental.

“Mostramos a realidade do projeto no campo para verificarmos como as instituições no estado, tanto públicas quanto privadas, podem contribuir com a iniciativa, desde o fornecimento de mudas de espécies nativas quanto para o processamento do Cadastro Ambiental Rural (CAR) de produtores”, explicou Rafael Costa, assessor técnico da Diretoria de Assistência Técnica e Gerencial do Senar.

As ações do projeto Paisagens Rurais incluem capacitações e assistência técnica e gerencial para produtores rurais na recuperação de passivos ambientais em áreas de preservação permanente (APPs), reservas legais e pastagens degradadas. A iniciativa prevê ainda o monitoramento das áreas em recuperação por meio de técnicas de sensoriamento remoto e visitas de campo.

A meta é recuperar 100 mil hectares de pastagens degradadas e de sete mil hectares de APPs e reservas legais em quatro mil propriedades rurais. Para isso, foram selecionadas 10 bacias hidrográficas. Em Mato Grosso, as bacias contempladas abrangem uma área total de 89.397 hectares entre os municípios de Vila Rica, Santa Terezinha e uma pequena parte do município de Confresa.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink