Senar/MS: Assistência Técnica e Gerencial em apicultura estreia em MS

Apicultura

Senar/MS: Assistência Técnica e Gerencial em apicultura estreia em MS

14 produtores participantes são do município de Três Lagoas, localizado a 320 quilômetros de Campo Grande
35 acessos

O Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural fez uma estreia nesta semana ao iniciar a primeira turma de ATeG – Assistência Técnica e Gerencial de Apicultura de Mato Grosso do Sul. Os 14 produtores participantes são do município de Três Lagoas, localizado a 320 quilômetros de Campo Grande. 

Para o superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan, a iniciativa vai alavancar um setor estratégico para a economia do estado. "Mato Grosso do Sul é destaque no cenário nacional, uma vez que temos a maior produtividade de mel por colmeia de todo o País, atingindo, por exemplo, mais de 50 quilos por colmeia, aproximadamente o triplo da média nacional. Esses produtores pioneiros deram um grande passo para profissionalizar a apicultura sul-mato-grossense". 

A mobilização dos produtores iniciou em outubro do ano passado, seguida pela capacitação do programa Negócio Certo Rural (NCR), necessária para todos que passarão pelo ATeG do Senar/MS.

“Iniciamos os trabalhos no final do ano passado com a realização do NCR ao grupo de produtores interessados e os primeiros atendimentos começaram agora em fevereiro. Essa turma foi mobilizada pelo Sindicato Rural de Três Lagoas, com intermédio da ATeG, envolvendo produtores novatos e com mais experiência na atividade. É uma turma mesclada.”, comentou André Nunes, coordenador da ATeG Apicultura.

Nessa semana a técnica responsável pelo programa em Três Lagoas fará a coleta das informações das propriedades e em seguida entrará com as primeiras orientações.

“O primeiro passo é realizar o diagnóstico inicial das propriedades assistidas, coletando as informações necessárias para auxiliar no planejamento das ações que serão realizadas durante a assistência. Essa primeira visita também servirá para a técnica explicar detalhes dos atendimentos e auxiliar nas dúvidas de manejo existentes. É o primeiro contato”, completou André.

Nunes explica que alguns produtores trabalham com 60 caixas, ou seja, que são mais profissionais. Tem outros intermediários, com 15 ou 20 caixas, que estão interessados em investir na produção e trabalhar só com isso. A turma está com sede de conhecimento”, concluiu o coordenador do programa.

Para o presidente do Sindicato Rural de Três Lagoas, Ivan Roberto Carrato Júnior, é uma alegria ser o primeiro município a “puxar a fila” da assistência técnica e gerencial na apicultura. “Estamos extremamente felizes com a possibilidade que o Senar nos oferece. A apicultura é um nicho que pode ser avançado no município e a primeira turma pode criar esse interesse dos outros”, comentou o presidente do sindicato.

Produtores de outros municípios que também tenham interesse em participar do ATeG em apicultura podem procurar o sindicato rural de sua região e demandar a assistência na propriedade. Mais informações podem ser encontradas no site do Senar/MS (http://senarms.org.br/) ou pelo telefone 3320-9700.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink