Senar/MS: Em parceria com a Biosul produção diária de rapadura pode dobrar em Jaraguari

Cana

Senar/MS: Em parceria com a Biosul produção diária de rapadura pode dobrar em Jaraguari

Foram disponibilizadas 14 tons de mudas de cana-de-açúcar
Por:
15 acessos

Uma parceria entre o Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural e a Biosul - Associação dos Produtores de Bioenergia de MS possibilitou a disponibilização de 14 toneladas de mudas de cana-de-açúcar para a Associação dos Pequenos Produtores Rurais de Furnas do Dionísio, no município de Jaraguari, localizado a 50 quilômetros de Campo Grande.

Com a doação, realizada nessa quarta-feira (19.12), e a orientação da ATeG – Assistência Técnica e Gerencial, a expectativa é que a produção local de rapadura dobre, atingindo 400 unidades por dia. “Há um ano começou o planejamento para a chegada das mudas. Temos o engenho e as caldeiras na indústria inaugurada no ano passado. A aquisição da matéria-prima vai melhorar a produtividade e estamos prevendo dobrar a produção que é feita em dois hectares de quatro áreas”, comentou Nilson Abadio Martins, presidente da associação.

O acompanhamento do Senar/MS começou em abril deste ano, com o programa “Hortifrúti Legal”. “A UCDB – Universidade Católica Dom Bosco organizou um projeto junto ao Governo do Estado e à Energisa, a partir de então, montaram a agroindústria, há 2 anos. O Senar/MS teve a participação solicitada com a assistência técnica aos produtores e foi assim que começamos com o Hortifrúti Legal prontamente", detalhou a técnica de campo da ATeG, Nathália Araújo, que acompanha o trabalho da comunidade desde o início pelo Senar/MS.

Com o bom resultado, o número de atendidos aumentou consideravelmente. "Atualmente são 20 produtores assistidos. Deste total, quatro cederam as áreas para plantio da cana desse projeto. Pela ATeG fazemos o acompanhamento mensal e agora vamos monitorar toda a produção da cana-de-açúcar para ter um bom desenvolvimento desde o plantio, todo manejo da cultura, e assim eles terão um bom produto para fornecer para a agroindústria. O trabalho deve durar pelo menos mais dois anos e com o desenvolvimento do trabalho podemos sugerir também a realização de novos cursos”.

Com a doação das mudas e orientação de manejo da cana-de-açúcar, a Biosul também participa da ação com a associação. “Aceitamos o convite para o projeto pois entendemos que podemos participar de maneira construtiva com a comunidade, trazendo uma matéria-prima que tenha muita qualidade para agregar valor aos produtos que fazem aqui. Estamos entregando nesse momento 14 toneladas de mudas”, disse o gerente-executivo da Biosul, Érico Paredes.

Paredes explicou: “Oferecemos também orientação em relação ao manejo da variedade de cana usada, tempo de corte, controle de pragas eventuais. Tudo isso para aumentar a produtividade da comunidade de maneira eficiente”,

Com 110 componentes, a associação produz também açúcar mascavo e melado, além das rapaduras de diversos sabores. Além do projeto com a cana e do “Hortifrúti Legal”, os associados participaram nesse ano também do curso de pomar, pelo Senar/MS.

ATeG

É uma metodologia de ensino, de caráter continuado, na qual são oferecidas, por meio de técnicos de campo, consultorias técnicas, gerenciais e tecnológicas, visando contemplar todas as dimensões do meio rural: propriedade, produtor, trabalhador, produção e as famílias.

As visitas são mensais, com duração de 4 horas, no período de dois anos. O trabalho desenvolvido, também prevê capacitação técnica com cursos de FPR – Formação Profissional Rural, incentivo ao associativismo e ao cooperativismo e fomenta a criação de novos canais de comercialização.

Assessoria de Comunicação Sistema Famasul - Leandro Abreu

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink