SENAR/PR entre os finalistas do Prêmio Brasil Hidroponia

Agronegócio

SENAR/PR entre os finalistas do Prêmio Brasil Hidroponia

Os novos cursos nas áreas de hidropônicos e cultivo em substrato colocaram o SENAR/PR entre os finalistas do Prêmio Brasil Hidroponia
Por:
374 acessos

Os novos cursos nas áreas de hidropônicos e cultivo em substrato (semi-hidropônicos) colocaram o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Paraná (SENAR/PR) entre os finalistas do Prêmio Brasil Hidroponia, promovido pela Revista Hidroponia. A entidade paranaense concorre na categoria Fornecedor de Serviços de Gestão, ao lado de outras quatro empresas. Essa é a primeira indicação do SENAR-PR desde a criação do prêmio.

Além do SENAR-PR, a Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) concorrem na categoria Fornecedor de Serviços de Gestão. Os cinco finalistas foram definidos pelos consultores técnicos da Revista Hidroponia.

O vencedor da categoria será escolhido por meio de votação aberta no site do prêmio (www.premiobrasilhidroponia.com). Desde o dia 25 de outubro, é possível acessar o endereço e votar. O prazo segue até o dia 31 de novembro. O vencedor será anunciado no dia 12 de dezembro.

Reconhecimento

A indicação ao Prêmio Brasil Hidroponia é um reconhecimento pelo recente trabalho desenvolvido pelo SENAR-PR no segmento de hidropônicos e cultivo em substrato. Neste ano, a entidade lançou dois cursos — cultivo de morangueiro em substrato e o cultivo hidropônico – e um terceiro — cultivo de minitomates em ambiente protegido – irá entrar no catálogo no início de 2017.

A criação dos cursos surgiu de uma demanda do próprio mercado. As aulas são destinadas aos produtores e trabalhadores rurais do Paraná interessados em ingressar na atividade. “Muitos produtores estão interessados em novas técnicas de cultivo. E os treinamentos são a melhor maneira de começar sem errar. Os cursos vão até o produtor, sendo ministrados nas comunidades próximas onde os participantes residem”, ressalta Vanessa Reinhart, engenheira-agrônoma do SENAR/PR.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink