Senar premia iniciativa que monitora componentes nutricionais da videira

Evento

Senar premia iniciativa que monitora componentes nutricionais da videira

Maratona Hackathon movimentou o Vale do São Francisco, maior polo de fruticultura do Brasi
Por:
36 acessos

A iniciativa que cria uma modelagem para captar os dados da folha da uva e traduzir em informações para monitoramento dos componentes nutricionais da planta venceu a maratona tecnológica Inova.Farm, que começou na sexta (6) e terminou no domingo (9) à noite.

A maratona Hackathon movimentou o Vale do São Francisco, maior polo de fruticultura do Brasil. Ao todo, 49 profissionais participaram da competição que aconteceu no Centro de Excelência em Fruticultura do Senar, em Juazeiro, na Bahia. Ao final das 52 horas ininterruptas de competição, cada equipe apresentou uma solução inovadora para a falta de monitoramento dos pomares. Os trabalhos foram avaliados por uma comissão composta por avaliadores técnicos e produtores rurais.

O engenheiro de produção Paulo Hugo do Nascimento é um dos membros da equipe vencedora. “Quando recebemos o desafio, passamos mais de 24 horas no planejamento das ações. Isso possibilitou agilidade e assertividade na execução e montagem do protótipo”, destacou.

No documento entregue à comissão julgadora, a equipe vencedora defendeu que “a avaliação nutricional é pontual e demorada, consequentemente a ação ocorre de forma tardia elevando o estresse da planta, reduzindo a sua capacidade produtiva”.

Protótipo da equipe vencedora 

Paulo Hugo acrescenta que a solução permitirá aos produtores rurais o acompanhamento contínuo do estado nutricional da planta para atuar de maneira preventiva, evitando a deficiência de nutrientes. O resultado será validado após produtores rurais testarem o sensor da iniciativa vencedora.

De acordo com o coordenador de Inovação do Senar, Paulo Sérgio Araújo, a maratona foi a primeira ação de um programa que visa à aproximação de startups e produtores rurais no desenvolvimento de tecnologias voltadas para o setor agropecuário”.

“A ideia principal dessa proposta é identificar as necessidades não atendidas dos produtores por meio de investigação de problemas locais e aceleração de iniciativas tecnológicas para o desenvolvimento do agro”, concluiu Paulo Sérgio.

O Inova.Farm foi realizado em parceria com a Agência Nacional de Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex) e apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink