Senar/SC capacitará 7 mil produtores rurais neste mês de abril

Agronegócio

Senar/SC capacitará 7 mil produtores rurais neste mês de abril

Ao todo serão disponibilizados 436 cursos de formação profissional
Por:
342 acessos
Aproximadamente 7 mil produtores rurais catarinenses serão capacitados gratuitamente neste mês de abril pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc). Ao todo serão disponibilizados 436 cursos de formação profissional rural (FPR) e promoção social (PS) em todo o território barriga-verde.

De acordo com o superintendente do Senar/SC, Gilmar Zanluchi, os treinamentos propõem novas alternativas de renda às famílias rurais. “São maneiras de aperfeiçoar o conhecimento dos produtores sobre as atividades que já desenvolvem ou de oferecer novas possibilidades de produção agropecuária para ampliar os ganhos das propriedades e garantir melhor qualidade de vida para quem vive no campo”, realça.

As ações na linha de FPR envolvem atividades de apoio agrossilvipastoril, pecuária, agroindústria, agricultura, atividades relativas à prestação de serviços, silvicultura e aquicultura. Na linha de PS, as atividades possuem caráter educativo e preventivo como educação, artesanato, cultura, esporte e lazer, alimentação e nutrição, saúde e organização comunitária.

TREINAMENTOS

Entre as capacitações oferecidas no norte do Estado estão as de beneficiamento e conservação de pescado em Guaramirim, de arte culinária em Schroeder, de olericultura orgânica em Jaraguá do Sul, de conservas de frutas em Araquari, de bordado em chinelos em Joinville e de presuntaria e salamaria de carne suína em Três Barras.
No Vale do Itajaí o treinamento de informática básica reunirá os produtores de Trombudo Central, de cultivo de plantas medicinais em Braço do Trombudo, de implantação do pomar em Atalanta, de empreendedorismo rural em Rodeio, de conservação do solo em Major Gercino e cebolicultura em Ituporanga.

Na região sul ocorrem os cursos de primeiros socorros em Araranguá, arte culinária em Passo de Torres, tapeçaria em Armazém, licores e sucos em Grão Pará, aproveitamento integral de alimentos em Palhoça e beneficiamento e transformação de peixes e frutos do mar em Biguaçu.

Na serra catarinense estão previstas as capacitações de queijos e industrialização de soro em Alfredo Wagner, de operação e manutenção de tratores e implementos agrícolas em Cerro Negro, de produção de própolis em Anita Garibaldi, de conservas de hortaliças e temperos em Frei Rogério e tratamento de madeira em Otacílio Costa.
A região do meio oeste contará com os cursos de implantação e manejo de pastagens em Abdon Batista, de cestaria em palha de milho em Treze Tílias, de bordado com patchcolagem em Salto Veloso, de rédeas em Caçador e de controles gerenciais de propriedade rural em Iomerê. No oeste, entre os treinamentos estão os de cortes e assados de carne suína em Guatambu, de jardineiro em Chapecó, de aumento da produtividade do mel em Ipira e de conservas de frutas em Peritiba.

Entre os cursos que serão desenvolvidos no extremo oeste estão o de ponto vagonite em São Bernardino, de manejo de colméia em Dionísio Cerqueira, de doces de leite e iogurte em Jupiá e de controle de qualidade no transporte do leite em Caibi.    

Os demais treinamentos podem ser encontrados no site do Senar/SC (www.senar.com.br), que traz as especificidades, carga horária, local e data de realização. Para participar, o produtor deve procurar o Sindicato Rural do município. Outras informações podem ser obtidas também pelo telefone (48) 3333-0322. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink