Setor agropecuário argentino rompe diálogo com governo Duhalde


Agronegócio

Setor agropecuário argentino rompe diálogo com governo Duhalde

Por: -Admin
2 acessos

As principais entidades representativas do setor agropecuário da Argentina romperam o diálogo com o governo depois de ouvirem do presidente Eduardo Duhalde que não haverá atrasos nem mudanças no pagamento do Imposto de Renda, como reivindicam os ruralistas. Assinado pelos presidentes das Confederações Rurais, Sociedade Rural, Federação Agrária e Conniagro, o comunicado acusa o presidente Duhalde de executar uma política econômica que dá as costas à produção.

Durante um encontro com os produtores no dia 3 de abril, Duhalde prometeu alterar a maneira como os impostos de valor agregado são aplicados sobre a renda dos produtores. segundo participantes da reunião, o presidente também prometeu dar aos produtores mais 90 dias para o pagamento do imposto de renda e pressionar o Banco de La Nacion a facilitar o pagamento das dívidas de 6 milhões de pesos pelos produtores. Na declaração desta quarta-feira (16-04), o presidente argentino disse que não vai abater os impostos dos produtores como era esperado. De acordo com Duhalde, que deixa a presidência no próximo dia 25 de maio, não seria justo amenizar os impostos dos produtores, enquanto outros setores têm queixas semelhantes.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink