Setor de carnes vive onda de expansão, aquisições e diversificação
CI
Agronegócio

Setor de carnes vive onda de expansão, aquisições e diversificação

As empresas de processamento de carnes foram, literalmente, às compras em busca de outras plataformas para incrementar suas produções e os seus portfólios de produtos
Por:
As empresas de processamento de carnes foram, literalmente, às compras em busca de outras plataformas para incrementar suas produções e os seus portfólios de produtos. Em 15 anos, até 2010, a JBS fez 30 aquisições em diversos países como Argentina, Austrália e Estados Unidos. No Brasil, a companhia fez incorporações nos estados de Mato Grosso, Acre e Paraná. Na contratendência, o frigorífico na cidade de Maringá, adquirido em 2007, fechou as portas em setembro passado diante da falta de oferta de gado de corte.


A Marfrig também se lançou ao mercado para aumentar a oferta de produtos. Nos últimos sete anos, a companhia concretizou ao menos um negócio por ano. Além do Brasil, a estratégia de crescimento da plataforma global visou os mercados do Uruguai, Argentina, Reino Unido, Irlanda e Estados Unidos.


Os últimos seis anos também foram de forte incremento para a Minerva. Em 2006, a empresa firmou contrato de locação de uma unidade de abate em Mato Grosso do Sul. Dois anos depois, adquiriu frigoríficos em Goiás e no Paraguai. Em 2010, foi a vez de entrar no mercado mineiro com a aquisição de uma planta e, no ano passado, comprou um frigorífico no país vizinho Uruguai.


O ano de 2011 foi de muitos negócios para a BR Foods. No início da temporada, a empresa firmou contrato com a chinesa Dah Chong Hong Limited para o estabelecimento de uma joint venture no país, visando o acesso à distribuição de produtos no mercado local. No meio do ano, teve a fusão entre Sadia e Perdigão, que lhe deu origem, aprovada pelo Conselho Administrativo de Defe­­sa Eco­nômica (Cade). A empresa mantém domínio de dois terços sobre os mercados de pizzas prontas, hambúrgueres, lasanhas e presunto. No segundo semestre, a companhia anunciou a construção de uma fábrica de processados no Oriente Médio, nos Emirados Árabes Unidos. No final do ano, a BRF se associou com um grupo argentino, dentro do processo de expansão na América Latina.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.