Setor produtivo do arroz será destaque em audiência pública

Agronegócio

Setor produtivo do arroz será destaque em audiência pública

A proposta é para a realização de Audiência Pública visando debater a situação dos arrozeiros, em especial do Rio Grande do Sul
Por: -Janice
999 acessos
Os parlamentares da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural aprovaram na manhã da quarta-feira, dia 4 de maio, o requerimento apresentado pelo deputado federal Afonso Hamm (PP-RS). A proposta é para a realização de Audiência Pública visando debater a situação dos arrozeiros, em especial do Rio Grande do Sul. O requerimento foi aprovado em regime de urgência, com data a ser definida.


Hamm salienta a importância dessa audiência no sentido de buscar soluções para o preço do arroz e a rentabilidade da atividade arrozeira para o sul do país. Ele observa que tem acompanhado a dificuldade dessa atividade que é produto essencial na cesta básica e garante a segurança alimentar. “É importante debater e avaliar as dificuldades econômicas que passam os arrozeiros e propor alternativas de política agrícola para elevação dos preços recebidos pelos produtores de arroz”, destaca o parlamentar ao salientar sobre a importância de debater as políticas a serem adotadas pelos governos estaduais e federal para a elevação dos preços recebidos pelos orizicultores.


Preço mínimo

De acordo com o deputado, o encontro tem como propósito sugerir medidas para que os produtores consigam receber o preço mínimo do arroz, fixados pelo governo federal em R$ 25,80 a saca de 50 quilos, sendo que alguns custos de produção estão superiores a esse valor. O parlamentar lembra que o início da safra do arroz, em especial do Rio Grande do Sul, demonstra uma super produção. No entanto, o agricultor está sendo penalizado pelos ganhos de produtividade e qualidade, inclusive com a produção de arroz com padrão de exportação, sem ter preço mínimo de garantia.


Em vista disso, Hamm argumenta sobre a necessidade desse debate para buscar efetivamente soluções e providências imediatas para amenizar os prejuízos que o setor orizícola está obtendo.

Para essa audiência, Hamm propõe que sejam convidados o Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Ministro da Fazenda; presidente da Companhia Nacional de Abastecimento – CONAB; Secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (APEX-Brasil); Secretário de Agricultura, Pecuária e Agronegócio do Rio Grande do Sul; Presidente do Instituto Rio Grandense do Arroz – IRGA; Presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), Presidente do Sindicato da Indústria do Arroz do Rio Grande do Sul (SINDIARROZ-RS), Presidente do Sindicato da Indústria do Arroz de Santa Catarina (SINDIARROZ-SC) e Presidente da Associação dos Produtores de Sementes de Arroz Irrigado (ACAPSA-SC). Também serão convidadas as federações como Fetag e Farsul.


As informações são da assessoria de imprensa do deputado federal Afonso Hamm.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink