Simon alerta para efeitos da seca no Rio Grande do Sul
CI
Agronegócio

Simon alerta para efeitos da seca no Rio Grande do Sul

São mais de 2,1 milhões de afetados em 457 municípios
Por:
Da tribuna do Plenário, o senador Pedro Simon (PMDB-RS) alertou, nesta sexta-feira (8), para os problemas enfrentados pelos agricultores e pecuaristas gaúchos em razão de duas décadas de desastres naturais no Rio Grande do Sul. O parlamentar citou reportagem sobre o assunto publicada pelo jornal Zero Hora. A notícia foi baseada em estudo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

O relatório, divulgado pela universidade e pelo Ministério da Integração Nacional, mostra que o Rio Grande do Sul é líder, nos últimos 20 anos, em notificações de situação de emergência: foram 4.924. Destas, 2.643 (64%) por estiagem. São mais de 2,1 milhões de afetados em 457 municípios.

O estudo também alerta que os efeitos desses períodos prolongados de seca podem levar à desertificação de determinadas áreas do estado.

- Estávamos acostumados a ligar a palavra seca aos estados do Nordeste. No entanto, em tempos mais recentes, o Rio Grande do Sul, mais especificamente sua região do Pampa, vem sendo palco de terríveis e devastadoras estiagens – disse o senador sobre a região que ocupa 63% do território gaúcho.

Inundações

Além da seca, o Rio Grande Sul também figura entre os estados com mais notificações por outras situações de desastre climático. O estado, situado em uma zona de convergência de massas polares e equatoriais, tem sofrido sistematicamente com inundações e vendavais, conforme informou Simon.

- Esses extremos climáticos deixam o nosso estado em estado de alerta permanente. Ao final do período da seca, começa de imediato o período da inundação - disse o senador.

Como consequência das catástrofes climáticas, apontou o parlamentar, o Rio Grande do Sul registra importantes perdas econômicas no setor agrícola.

- Assim, essas catástrofes atingem duramente a vida do nosso homem do interior. Chuvas intensas ou estiagem prolongada significam queda sensível na produção agropecuária – assinalou

Medidas de combate

O senador elogiou medidas adotadas pelo governo do estado, como a que facilita o crédito para a construção de açudes e sistemas de irrigação. Lançado recentemente, o programa Mais Água, Mais Renda disponibilizou, de acordo com o parlamentar, R$ 1 bilhão para esse tipo de projeto.

Como formas de combate ao problema, Simon também sugeriu a adoção pelo Rio Grande do Sul das dez recomendações da Organização das Nações Unidas (ONU) contra desertificação e seca.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink